Como criar um cartão fidelidade farmácia

Cartão Farmácia: 3 passos para criar um Cartão Fidelidade Farmácia + dicas para fazer conciliação

Como é possível reter a clientela da farmácia sob todo esse contexto de variáveis e incertezas do mercado farmacêutico? Bem, uma das alternativas é o Cartão Fidelidade Farmácia. Com ele a drogaria pode ter uma melhor relação com os clientes, valorizando aqueles que mantém a preferência pelo estabelecimento.

Entretanto, o Cartão Fidelidade Farmácia tem suas particularidades e precisa ser muito bem planejado para que tenha sua eficácia sob a clientela da farmácia. Então para te ajudar preparamos um passo a passo com 3 ações principais que você deve tomar antes de implementar o Cartão Fidelidade Farmácia e Drogaria.

Além disso você também vai conferir as principais dicas para fazer a conciliação do cartão farmácia, de forma automática e sem dor de cabeça. Continue a leitura para conferir!

INOVAFARMA - app quero delivery integrado inovafarma

Achamos que você também vai gostar de:

>> 7 dicas práticas para o caixa de farmácia sempre bater

>> 10 dicas de como atualizar preço de medicamento na farmácia

>> Guia Completo do Atendimento Farmacêutico

Por que investir num Programa de Fidelidade?

Se você tem uma farmácia, é bem provável que se preocupe em desenvolver estratégias para conquistar a fidelização de clientes no seu estabelecimento, não é mesmo? Isso é muito importante, pois tendo compradores fixos o fluxo de caixa do negócio e a sua lucratividade serão sempre positivos.

Além disso, de acordo com uma famosa frase do renomado autor de marketing Philip Kotler,

“conquistar um novo cliente custa de 5 a 7 vezes mais que manter um antigo”.

Logo, a fidelização de clientes também proporciona menos custos com marketing para a sua drogaria. Tendo isso entendido, você deve estar se perguntando como conquistar, na prática, a fidelização de clientes na sua farmácia, não é mesmo?

O que seria mesmo um Cartão Fidelidade Farmácia?

A melhor definição de Cartão Fidelidade farmácia é mostrar para todos os clientes que o estabelecimento se importa realmente com sua preferência de escolha. Essa é sem dúvida é a descrição que reflete muito bem o que a farmácia pretende alcançar quando implanta um sistema de fidelidade.

Indo mais além, com o Cartão Fidelidade os clientes tem a certeza de serem valorizados por sempre escolherem fazer suas compras na mesma farmácia, criando assim um vínculo duradouro que é vantajoso para comerciante e consumidor. E como isso é feito? Existem várias maneias, dentre elas:

  • através de descontos;
  • troca de pontos por produtos;
  • benefícios exclusivos;
  • formas de pagamento diferenciadas; e
  • ofertas e preços diferenciais.

Por que implementar um Cartão Fidelidade na minha farmácia?

Ainda falando sobre fidelidade de compra, os clientes que se sentem realmente valorizados através do sistema de recompensa que um Cartão Fidelidade Farmácia traz consigo, são também os promotores que vão espalhar a boa fama da farmácia para seus conhecidos (o popular boca a boca).

Esse é o benefício principal: fidelidade à farmácia e divulgação gratuita do estabelecimento. Nada mal, não é mesmo? Contudo é importante entender a mecânica do Cartão Fidelidade antes de implementá-lo na sua farmácia. Quando esse projeto não é bem pensado e executado, pode ter resultados inesperados. Vamos então ver como montar seu Cartão Fidelidade da forma correta!

Como fidelizar um cliente para comprar sempre na sua farmácia?

Ofereça uma experiência de compra única

O primeiro passo para fidelizar os clientes é prestar um atendimento excelente. Ninguém gosta de ser mal tratado ou ser visto como apenas mais um ao fazer compras. Por isso, é preciso desenvolver técnicas para que cada pessoa que entra na drogaria se sinta especial e tenha uma boa experiência.

É necessário que quem estiver no controle do estabelecimento se preocupe em oferecer um treinamento para que todos atendentes e demais colaboradores estejam aptos a recepcionar bem a clientela.

Reconheça os clientes recorrentes

Também é importante que os atendentes saibam reconhecer os clientes recorrentes, ou seja, aquelas pessoas que vão à farmácia com frequência e que merecem uma atenção ainda mais especial.

Um paciente diabético, por exemplo, precisa fazer uso contínuo da insulina. Logo, ele precisará passar em uma drogaria pelo menos uma vez por mês para comprar os seus medicamentos.

Que tal criar uma promoção especial e oferecer descontos para que esse paciente compre todos os meses na sua farmácia e não nas concorrentes? Essa é uma boa alternativa para fidelizar pacientes, por meio do uso contínuo através de cartão fidelidade farmácia.

Mantenha um relacionamento ativo com os clientes

Se você tem um sistema de gestão em sua farmácia, fica muito fácil coletar os dados dos clientes quando eles fazem a primeira compra. Assim, você pode solicitar informações de contato, como telefone e e-mail, e utilizar esses canais para manter um relacionamento ativo com essas pessoas.Esses dados serão importantes na hora de criar um cartão fidelidade farmácia.

Para tornar o relacionamento ainda mais pessoal, também é possível aproveitar a sua base de dados para enviar felicitações em datas importantes, como aniversário do cliente, Dia das Mães, Dia dos Pais etc.

Todas essas ações são muito importantes para que os clientes percebam que são queridos por quem faz parte da sua farmácia. Além disso, o seu negócio estará sempre na lembrança desses consumidores. Logo, quando eles precisarem de algum produto vendido em drogarias, lembrarão do seu estabelecimento e não dos concorrentes.

Entregue valor agregado no programa de fidelidade

Descontos e sorteios são boas soluções para a fidelização de clientes em farmácias, porém não são as únicas estratégias que podem ser adotadas. Você precisa ir além delas e entregar valor agregado, oferecendo mais do que simplesmente produtos.

Quer um exemplo prático? Imagine que a sua farmácia seja revendedora exclusiva de uma famosa marca de tinturas para cabelo na sua cidade. Que tal, em vez de apenas vender as tintas, não contratar um cabeleireiro para fazer uma tarde da beleza?

Assim, você pode convidar as suas clientes interessadas na tintura para que comprem o produto e ganhem gratuitamente a aplicação. É isso o que chamamos de valor agregado, pois além da tinta a cliente também adquire a coloração de seus cabelos, um serviço que precisaria pagar por conta própria caso você não o oferecesse.

Crie programas de fidelidade

Os programas de fidelidade também são uma alternativa interessante para quem deseja reter clientes em uma farmácia. A forma mais clássica desse tipo de programa é o cartão fidelidade farmácia.

Trata-se de um cartão que recebe uma assinatura ou carimbo sempre que alguém fizer uma compra no estabelecimento. Quando a pessoa atingir a uma quantidade X de marcações, ela ganha um brinde especial ou um desconto na próxima compra.

Também podem ser feitas outras promoções, como sorteios de prêmios em dinheiro, eletroeletrônicos, viagens, entre outros. Assim, cada vez que alguém compra, ganha um cupom para participar das promoções. Isso incentiva as pessoas a voltarem ao estabelecimento outras vezes.

A seguir vamos mostrar os 3 primeiros passos para criar o cartão fidelidade farmácia e drogaria para o seu programa de fidelidade. Confira!

eBook atualizar preço medicamento

3 passos para fazer um cartão fidelidade farmácia e drogaria

1. Conhecer quem são as pessoas e o que elas compram na farmácia

O fato da loja ter um Cartão Fidelidade farmácia não vai fazer os consumidores ficarem eternamente fiéis ao estabelecimento. O que vai propiciar a volta do cliente para fazer novamente sua compra é a escolha dos prêmios e promoções exclusivas conforme o hábito de consumo dessas pessoas.

Isso significa que quando mais genérico forem os benefícios do Cartão Fidelidade Farmácia, a tendência é a diminuição da retenção dos consumidores. E quando mais específico os benefícios, mais a pessoa sentirá atraída a voltar a comprar na farmácia.

Na prática, quando um cliente tem um perfil de compra voltado para a linha de perfumaria, esse consumidor pouco vai se interessar na promoção em itens fora dessa linha. Deu para entender? Para ter os melhores resultados, o Cartão Fidelidade Farmácia deve ser pautado no hábito de consumo individual de cada grupo de produto

Por isso que é importante ter o histórico de consumo dos clientes!

E isso só é possível cadastrando os dados dessa pessoa dentro do sistema de farmácia. Além, de claro, sempre identificar o cadastro do consumidor ao fazer o check-out no caixa, para que o sistema possa armazenar as informações de compra desse consumidor.

Se a sua farmácia tem o costume de não identificar o consumidor na hora da venda, vai ser muito difícil saber identificar o perfil de compra que existe em cada pessoa que compra no estabelecimento. Daí você não vai conseguir personalizar promoções e descontos exclusivos para o Cartão Fidelidade Farmácia.  

Contudo, nada impede de você começar com prêmios e benefícios mais genéricos, o ponto aqui é nunca estagnar seu Cartão Fidelidade farmácia, ele sempre terá que acompanhar a vontade de consumo dos consumidores, para que seja sempre atrativo para mais e mais clientes aderiam ao programa.

2. Definir o regulamento do programa de fidelidade

Após conhecer o hábito de compra dos clientes, é preciso definir quais as regras do programa de fidelidade. O mais comum é a geração de pontos através do valor de cada compra efetuada na farmácia.

Por exemplo: a cada R$10.00 gastos o cliente acumula 1 ponto. Uma dica é se basear no valor do ticket médio, ou seja, no valor médio que cada cliente costuma gastar na farmácia. Por exemplo, se o ticket médio for de R$35.00, você pode considerar esse valor para gerar 1 ponto.

Pense também nas formas de pagamento que vão gerar esses pontos. Você pode usar o Cartão Fidelidade Farmácia como uma forma de convencer o cliente a fazer o pagamento no dinheiro, ou parcelar em menos vezes o total da compra.  

Qual a forma de pagamento vai gerar pontos?

  • apenas vendas no dinheiro;
  • à vista e cartão de débito;
  • dinheiro, cartão de crédito e débito;
  • todas, exceto crediário próprio;
  • todas as formas de pagamento.

Quais os produtos vão poder ser trocados?

Para facilitar nesse caso, você pode definir, por exemplo, itens que fazem parte de Grupos de Produtos, como:

Dessa forma somente itens desses grupos poderão ser trocados pelos clientes.

Qual a quantidade de pontos necessária para trocar por produtos?

Nessa hora você tem que definir claramente os pontos que o cliente precisa juntar para trocar pelos itens definidos anteriormente. A quantidade de pontos dever ser suficientes para que o custo de aquisição do produto seja pago.

Por exemplo:

Assim fazer uma tabela como os pontos e prêmios de troca para o cartão fidelidade farmácia:

  • 10 pontos – itens do Grupo A
  • 20 pontos – item do Grupo B
  • 50 pontos – itens dos Grupos A, B e C

E assim por diante. Você pode criar todas essas regras dentro do próprio sistema para farmácia.

Cadastrando Cartão Fidelidade – InovaFarma

Lembrando que é preciso ter todas essas regras escritas no papel e que estejam em local de fácil visualização para qualquer cliente que deseja conferir na íntegra o regulamento.

Isso evita futuras dores de cabeça e preserva a farmácia quando houverem clientes que não concordam com as condições estipuladas para participarem do Cartão Fidelidade farmácia.

Não se esqueça de colocar das datas de vigência, isto é, quando começa a contar os pontos, e se por ventura o programa tem data final para encerar.

3. Ter um sistema para farmácia com a função Cartão Fidelidade Farmácia

Nesse ponto você terá que fazer a impressão física do Cartão Fidelidade Farmácia com o layout que identifique sua farmácia. Caso você não tenha familiaridade com design e criação de artes, pode estar contratando uma gráfica para fazer a impressão.

Mas se você quer evitar esse custo à mais para sua farmácia, existe sistema de farmácia no mercado que já tem o layout padrão do Cartão Fidelidade, pronto para impressão. Isso facilita e muito para a farmácia de menor porte que quer enxugar gastos pontuais.

Agora que você já tem praticamente tudo pronto e planejado é preciso começar a contabilizar os pontos de cada cliente. E como fazer isso? Nada de caderninhos ou anotações. Tudo será feito diretamente pelo sistema de farmácia.

Quando o cliente for fazer a conferência dos produtos e o pagamento no caixa, o colaborador identifica o cliente no sistema que fará a contagem automaticamente à medida que os itens são bipados.

Quando os pontos atingirem o necessário para trocar pelos prêmios cadastrados, o próprio colaborador pode fazer o resgate acessando o cadastro do cliente dentro do software para farmácia. Percebe a necessidade de contar com um bom sistema para gerenciar o Cartão Fidelidade?

Indo além do cartão fidelidade farmácia

Além do cartão fidelidade farmácia, sua loja também pode trabalhar com a forma de pagamento por meio de cartão de crédito. Porém, você sabe como gerenciar o financeiro dos recebimentos de cartão?

Entenda a como fazer a conciliação financeira de cartão

Grande parte das vendas de em uma farmácia são feitas por meio de cartões de crédito ou débito, essa facilidade para os clientes traz para o lojista uma tarefa a mais: a conciliação de cartão de farmácia. Você sabe o que isso significa?

Essa tarefa consiste em manter o controle de todas as movimentações que utilizam cartões para pagamento. No entanto, existem muitas dúvidas sobre o que é essa atividade, de que forma ela é feita, quais os benefícios de executá-la e por que ela é tão necessária à gestão financeira da empresa.

Mostraremos, a seguir, as respostas para todas essas questões. Assim, você saberá qual é a melhor maneira de acompanhar todas as transações da sua farmácia e conhecerá as taxas e os pontos negativos que envolvem essa forma de pagamento.

Ebook - Checklist organizar farmácia

O que é conciliação do cartão farmácia?

Basicamente, o sistema de pagamentos por cartões conta com 3 grupos de atores:

  • bandeiras: são responsáveis por definir prazos, regras e taxas para o uso do cartão;
  • operadoras: são empresas que alugam as maquinetas responsáveis por fazer a interface entre o estabelecimento e o sistema de pagamento;
  • estabelecimentos que utilizam esse serviço.

Toda a comunicação entre esses grupos é automatizada e, portanto, sujeita a falhas. Um exemplo é uma compra que não foi corretamente contabilizada na operadora. Assim, com o propósito de conferir e monitorar essa comunicação deve ser feito o processo de conciliação do cartão de farmácia.

Como funciona o pagamento por cartão?

Durante a conciliação do cartão farmácia é feita a conferência sobre todas as transações efetuadas. Dessa maneira, são analisadas diversas questões: se os prazos de pagamento estão corretos, se as taxas referentes a cada tipo de negociação estão com o valor cobrado corretamente, entre outras.

Veja alguns dos principais tipos de transações que podem monitorados no cartão de farmácia:

  • compras com cartões de crédito à vista ou em parcelas;
  • compras com cartões de débito;
  • cancelamento de compras;
  • estorno de pagamentos.

Caso ocorra qualquer inconsistência nesses dados a farmácia deve entrar em contato com a operadora para que os valores sejam corrigidos. O processo de conciliação funciona, basicamente, em 3 etapas:

1. Conciliação de vendas

Nesse momento, todas as vendas realizadas e pagas com cartão de farmácia são confrontadas com os registros das operadoras. Essa conferência é importante para detectar possíveis problemas, como quando a loja vende um produto e a operadora não registra o seu pagamento.

Uma maneira de assegurar o recebimento dos valores, caso ocorra alguma falha, é guardando as filipetas, que são os comprovantes emitidos pelas maquinetas de cartões.

2. Conciliação de recebimento

Quando são feitas vendas a prazo, o recebimento do valor correspondente só é feito depois de 30 dias. No entanto, as taxas referentes às transações são cobradas pela operadora no momento da compra. As compras no débito, por sua vez, são recebidas pela farmácia no dia seguinte.

Portanto, é importante manter o controle sobre o recebimento, tanto para conferir os valores recebidos quanto para averiguar se as taxas cobradas estão corretas no cartão de farmácia.

3. Conciliação bancária

Por fim, acontece a conciliação bancária, que permite fazer a conferência final sobre toda a movimentação financeira. Aqui, será conferido se todas as entradas e saídas foram feitas corretamente.

Como um software pode ajudar na conciliação do cartão farmácia?

A melhor maneira de fazer todo esse processo de conferência dos pagamento pelo cartão de farmácia é por meio de um software de gestão de farmácias. Isso porque monitorar todas essas transações por meio de uma planilha eletrônica será, com certeza, uma atividade muito trabalhosa e suscetível a erros.

Além disso, por meio da tarefa de conciliação outras análises e outros processos importantes são feitos:

  • acompanhamento dos valores de taxas por operadora e por bandeira;
  • registro e acompanhamento das filipetas, que são os comprovantes de pagamento, junto às operadoras;
  • monitoramento do extrato bancário, pois é preciso conferir se os pagamentos creditados estão disponíveis na conta corrente;cruzamento das vendas realizadas, ou seja, acompanhamento da movimentação de entrada e saída do caixa.

Todos esses processos são essências para que você tenha uma visão financeira completa do negócio.

Conheça as vantagens de automatizar a conciliação do cartão farmácia

As transações com cartão de farmácia representam a maior parte das vendas. Por isso, a automatização da conciliação traz inúmeros benefícios à empresa.

Economia de tempo e dinheiro

Imagine o tempo que um funcionário gastará para executar todas as tarefas descritas até aqui! Além do tempo, dificilmente um único funcionário será suficiente para atuar em todos os processos. Por isso, a automatização ajudará a aumentar a produtividade, já que os funcionários poderão se dedicar a outras atividades.

Também é preciso considerar possíveis erros. Por exemplo, por falta de conferência os valores podem não ser contabilizados ou recebidos corretamente, entre outros.

Controle contra fraudes

Um tipo muito comum de fraude é a chamada chargeback, que consiste no cancelamento da compra pelo comprador junto à operadora de seu cartão farmácia. Assim, a pessoa informa à operadora que não reconhece aquela transação e a mesma é cancelada o que pode representar um grande prejuízo à empresa.

No entanto, ao fazer a conferência de cartões por meio do sistema é mais rápida a identificação desse tipo de problema. Nesse caso, com o propósito de receber o seu pagamento, o lojista deve recorrer imediatamente à operadora.

Produção de relatórios gerenciais precisos

Os relatórios gerados oferecem informações seguras e precisas. Dessa forma, ao emitir os relatórios gerenciais os dados serão baseados em informações atualizadas e, ao ter todos os processos feitos automaticamente, o risco de erros é praticamente nulo.

Acompanhamento de erros e divergências

Durante o processo de vendas por cartões podem aparecer diversos problemas de processamento, como cobranças indevidas de taxas, falta de recebimento de valores etc. Todas essas inconsistências podem ser acompanhadas e monitoradas facilmente pelo sistema.

Fazer esse acompanhamento é essencial para garantir que o recebimento de valores e as transações estão funcionando perfeitamente.

Conclusão

Como você pôde perceber, a fidelização de clientes em farmácias é um trabalho que deve ser construído aos poucos para que resultados positivos sejam colhidos, passo a passo. E sem dúvida o primeiro passo é o cartão fidelidade farmácia e drogaria.

Enfim, podemos perceber que a conciliação de cartão farmácia também é uma tarefa essencial. Por meio dela é possível acompanhar e conferir todas as movimentações e observar se as cobranças de taxas pelas operadoras estão corretas.

As farmácias e drogarias que ainda não exploram os benefícios do Cartão Fidelidade Farmácia e a automação da conciliação de cartão, podem estar perdendo dinheiro! Além do mais as farmácias perdem a oportunidade de serem divulgadas gratuitamente através dos clientes que se sentem valorizados através do Cartão Fidelidade Farmácia.

Então comece agora a planejar a implementação dos pontos para o Cartão Fidelidade Farmácia e Drogaria. E para isso você vai precisar de um software de farmácia que já está preparado para cadastras os consumidores, analisar os perfis de compra e gerenciar todos os pontos e trocas por benefícios.

Além disso, com o propósito de tornar essa atividade mais segura, rápida e eficiente é fundamental o uso de um software, que, com todas as informações coletadas, contribui para melhorar a gestão de negócios.

E nisso podemos te ajudar! Peça agora sua demonstração gratuita! Fale agora mesmo com o especialista para conhecer nossas soluções para sua farmácia. Se preferir, chame no WhatsApp!

Gostou do assunto sobre cartão fidelidade farmácia? Então se inscreva no nosso Canal do YouTube e siga nossas páginas do Facebook e Instagram!

Lá você encontra muito mais conteúdo sobre gestão e varejo farmacêutico. Garanto que você vai aproveitar muita coisa!

peça agora sua demonstração gratuita do INOVAFARMA

1 comentário em “Cartão Farmácia: 3 passos para criar um Cartão Fidelidade Farmácia + dicas para fazer conciliação”

Comentários encerrados.