Guia completo de como aumentar as vendas na farmácia

Você já pegou perguntando: como aumentar as vendas na farmácia? Realmente tem se tornado desafiador para as farmácias e drogarias encontrarem soluções para lidar com a crescente concorrência no mercado farmacêutico, além das variações da economia e constante “briga por preço” das redes populares.

Mas felizmente existem técnicas de vendas em farmácias e drogarias que podem ser usadas para aumentar as vendas nesses estabelecimentos. Para te ajudar nessa tarefa, trouxemos o Guia Completo de como aumentar as vendas na farmácia, com 6 técnicas de vendas em farmácias e drogarias. Confira!

Achamos que você também vai gostar de:

>> Como montar um tabloide de ofertas para sua farmácia

>> Guia completo: ações promocionais em farmácias para fazer no ano

>> Guia Completo das ações de marketing para farmácia

Sumário

6 técnicas de vendas em farmácia e drogarias para aumentar as vendas

  1. Personalizar o atendimento para cada perfil de consumidor;
  2. Oferecer crediário próprio como forma de pagamento;
  3. Ter um sortimento de itens adequado no mix de produtos;
  4. Conhecer o perfil de compra dos consumidores;
  5. Ter mais diferenciais em relação aos concorrentes;
  6. Garantir um Pós Venda de excelência aos clientes

A seguir vamos entender como aumentar as vendas em farmácia

1. Como aumentar as vendas na farmácia através da personalização do atendimento

Cada perfil de consumidor sempre estará mais propenso a comprar quando se sente à vontade dentro de qualquer ambiente.

  • Sua farmácia sabe como deixar o cliente a vontade?
  • Sabe como proporcionar uma experiência de compra única e exclusiva?

A experiência de compra pode ser tão marcante para uma pessoa, que faz com que ela compre mais produtos ou decida escolher outra farmácia para comprar. Vendo ainda por um outro ângulo, a epidemia do mal atendimento faz com que a cada ano cresça o mercado de e-commerce. É incrível como as pessoas estão se tornando mais frias e fugindo das interações sociais. Repare você mesmo como as pessoas estão a cada dia mais alienadas nos smartphones.

Por que a farmácia precisa personalizar o atendimento para aumentar as vendas?

É muito difícil falar exatamente o que se deve fazer no momento do atendimento. Isso porque existem diversos perfis de pessoas e cada qual possui suas peculiaridades. Felizmente, através de estudos comportamentais, pesquisadores conseguiram identificar traços característicos, que servem de norte para um bom atendimento personalizado, conforme o comportamento de cada pessoa, para então aumentar as chances de vendas conforme cada perfil de consumidor.

Nesse cenário, se sua farmácia não estiver preparada para oferecer uma experiência de compra, pelo menos satisfatória, suas oportunidades de faturamento vão declinar. Se você ignora isso, que pode ser o seu diferencial competitivo, como vai combater os preços de atacado das grandes redes? Afinal, se você sua farmácia ainda não oferece um atendimento personalizado, e também não consegue um bom preço, o que você espera que elas façam? Vão para a concorrência!

Como personalizar o atendimento para aumentar as vendas na farmácia?

Antes de qualquer atitude do colaborador, é importante identificar o comportamento da pessoa para aumentar as vendas na farmácia.

Webinário - Como ajustar o imposto da farmácia
  • O ideal é nunca abordar de primeira o cliente que acabou de entrar na farmácia.
  • Espere alguns segundos ou até minutos e comece a reparar na forma com que a pessoa age dentro da farmácia.
  • Você não precisa reparar na idade, nível de escolaridade, vestimenta ou mesmo a classe social da pessoa.
  • Foque em como a pessoa se comporta na loja, isso será o ponto de partida para personalizarmos o atendimento.

O propósito de conhecer melhor o comportamento das pessoas que entram na farmácia é justamente alinhar o atendimento conforme o perfil do consumidor. A experiência de consumo para aquela pessoa será tão fantástica, que acaba criando um vínculo com a farmácia. O resultado são clientes fidelizados que geram uma boa fatia de receita, e assim aumentar as vendas na farmácia.

Como aumentar as vendas na farmácia personalizando o atendimento para os tipos de consumidores

Só estou dando uma olhadinha!

Esse perfil de consumidor olha tudo na farmácia, toca alguns produtos, percorre os corredores como se não quisesse nada, aparenta estar “passeando” dentro da loja. Quando o colaborador chega perto dele, logo fala a conhecida frase: “Só estou dando uma olhadinha”!

A dica aqui para aumentar as vendas na farmácia, é não perseguir e nem incomodar essa pessoa tentando ser pró ativo, pois ela fica extremamente incomodada quando percebe que algum colaborador está esperando sua decisão de compra. Aguarde até que a pessoa solicite ajuda e só assim inicie o atendimento, é o melhor a se fazer com esse comportamento do consumidor.

Só compro se me agradar

Esse tipo de comportamento do consumidor costuma ser muito solícito com os colaboradores, ele gosta de conversar, ouvir opiniões sobre os produtos, precisa tocar nas mercadorias, sentir as texturas e tamanhos. Normalmente essa pessoa ainda não tem uma decisão de compra formada e permite palpites de terceiros.

O atendimento para aumentar as vendas na farmácia para este caso deve ser bem caloroso e humanizado. Busque agradar a pessoa e convencer com bons argumentos de que está comprando o produto certo. Use o bom senso, pois a pessoa percebe facilmente quando a conversa está sendo fútil e orquestrada.

Em busca de um presentinho

É a típica pessoa que procura um produto para dar de presente. Entra na farmácia atraída por algum produto que viu na vitrine e imediatamente se dirige para a prateleira que o item está exposto. Se não o encontra, logo pergunta para o colaborador sem cerimônias.

Geralmente, essa pessoa prefere pagar um pouco mais quando sente que o produto vai agradar a pessoa presenteada. Se o colaborador utilizar um bom atendimento persuasivo, é capaz de lhe convencer que o produto é uma excelente opção de presente. Assim não terá dúvidas em comprar, apesar do preço ser maior do que esperava, e assim aumentar as vendas na farmácia.

Já sei o que comprar e se não encontrar, ficarei frustrado

Esse perfil de consumidor já sabe perfeitamente o que precisa comprar, entra decidido na farmácia. Quando o colaborador lhe oferece mais opções ou outros produtos similares, geralmente fica incomodado. Então, assim que identificar esse perfil na farmácia, não tente forçar nada.

O principal problema desse tipo de pessoa é que pode ficar frustrada se não encontrar o produto que havia planejado comprar. Por isso é tão importante evitar as rupturas de estoque. Caso não consiga o que quer, pode nunca mais voltar na farmácia e ainda fazer propaganda negativa. O lado bom desse tipo de consumidor está no fato de geralmente não se importar com o preço do produto, desde que seja o que ele quer, contribuindo para aumentar as vendas na farmácia.

2. Como aumentar as vendas na farmácia através do crediário próprio

O que é crediário próprio?

O crediário próprio, sendo bem simplista, nada mais é do que um empréstimo para o consumidor, sendo uma ótima chance de aumentar as vendas na farmácia. A palavra crediário por si só já traz calafrios para muitos donos de farmácia e comerciantes de vários ramos. Isso não é à toa. A taxa de inadimplência do brasileiro se eleva a cada ano. Só para ter uma ideia, de acordo com dados da Serasa Experian:

Cerca de 40,5% da população adulta possui alguma dívida em atraso.

E por consequência o Banco Central intervém subindo cada vez mais os juros.

O resultado? Dívidas que se multiplicam tornando-as cada vez mais difíceis de quitar. Depois desse cenário você provavelmente está convencido que não é mesmo uma boa ideia ter um crediário na sua farmácia, não é verdade? Bem, até aqui só enxergamos o copo meio vazio.

Pense melhor: e os 59,5% da população que não está endividada?

Vamos ver por outro ângulo:

Por que bons pagadores devem ser prejudicados pelos maus pagadores?

O que quero dizer com isso é bem simples. A maior parcela da população não tem um grande poder de compra, e isso é uma estratégia que pode aumentar as vendas na farmácia. E como você quer aumentar o Ticket Médio da farmácia se você não oferece condições para isso acontecer?

Quais as vantagens para a farmácia ter crediário próprio?

Receber em dinheiro vivo sempre será a melhor forma de pagamento, sem dúvida. Mas no atual cenário econômico, isso te traz menores chances de vendas. Na prática a cesta de compras vai ter menos produtos.

Como você estimula o consumo para aumentar as vendas na farmácia? Sendo flexível na forma de pagamento!

Entenda melhor como fazer isso sem erro: segundo matéria este ano da revista Exame, as empresas recordistas de inadimplência são as instituições bancárias, financeiras e operadoras de cartão. Juntas elas representam quase 40% das dívidas dos brasileiros. Ok, mas por que é importante saber disso?

Não perca oportunidades: Por que vender R$ 100 se você pode vender R$200?

A sua farmácia pode oferecer um crediário específico somente para pagamentos com cartão de crédito. Isso mesmo, ofereça aos seus clientes uma forma alternativa de crediário, ao invés de ter o seu próprio, o que estimula aumentar as vendas na farmácia.

Dessa forma, você tem a segurança de receber o valor integralmente da operadora do cartão. E caso o cliente não pague a fatura, a dívida não será vinculada com sua farmácia, e sim com a operadora do cartão.

Claro que você terá taxas de administração, que podem variar conforme a bandeira, adquirente (no caso do TEF) e quantidade de parcelas. Porém você pode repassar esses valores para o consumidor. Muitas pessoas desconhecem essa prática, mas segundo a Lei 13.455/17, o comerciante pode cobrar mais caro quando a venda for por cartão de crédito. Porém, é necessário que no local esteja visível os preços conforme a forma de pagamento.

Regras Básicas do Crediário Próprio na Farmácia

Análise de Crédito: Não saia vendendo fiado para qualquer cliente!

Certo, agora você já pode conquistar boas vendas com parcelamento flexível no cartão e atrair bem mais clientes e assim aumentar as vendas na farmácia. Mas existem muitos outros que não tem um cartão.

Neste caso a farmácia pode até criar o seu próprio cartão. Isso é basicamente a velha nota promissória. Quando a farmácia não tem a “proteção” das operadoras, acaba assumindo riscos bem maiores.

Mas vamos seguir a mesma lógica:

Não queremos perder vendas simplesmente por que maus pagadores sujam a reputação de bons pagadores. Você pode sim ter o seu próprio crediário. Entretanto, antes de qualquer venda a prazo, é muito importante ter uma certa segurança para quem está vendendo.

Hoje no mercado existem órgãos de proteção ao crédito, como Serasa, SPC e  SCPC. Essas empresas oferecem consultas através do CPF do cliente, revelando o nível de endividamento da pessoa.

Isso é possível através de cruzamento de dados com a Receita Federal e instituições bancárias. Dessa forma a farmácia tem uma ideia através de estatísticas se a probabilidade do recebimento é maior ou menor. Viu, você não precisa correr sérios riscos somente para aumentar as vendas na farmácia!

Perfil de consumo: tenha sempre em mãos um histórico atualizado!

Com isso, é recomendado criar um Perfil de Consumo de cada cliente. Existem sistemas de gestão que fornecem uma carteira específica com campos personalizáveis para preenchimento. Como se fosse uma espécie de prontuário do “paciente”.

Nele deve ser colocado:

  • o nome completo;
  • endereços de cobrança;
  • moradia e trabalho;
  • contato de algum conhecido da pessoa;
  • RG, CPF, nome da mãe e nome do conjugue;
  • nome de dependentes;
  • número de telefone e e-mail.

Isso vai ser bem útil no futuro, caso houver cobrança ou processos judiciais. Além disso, a farmácia pode criar status de aviso, como Alto Risco, Médio Risco e Seguro.

Por exemplo, se um cliente já está muito endividado na praça, o seu cadastro pode receber o aviso de Alto Risco.

Indo mais além, no próprio sistema o gestor pode desabilitar a opção de venda a prazo somente para aquele cadastro. Assim o sistema impede automaticamente qualquer venda que não for à vista.

Calendário de Cobranças: Não deixe as dívidas serem esquecidas!

Essas medidas diminuem drasticamente as chances da farmácia levar um calote, porém não quer dizer que isso não vai acabar acontecendo. Quando se trabalha com crediário, sempre há uma taxa de inadimplência. Isso é absolutamente normal. Porém o que não é aceitável é a dívida se tornar parte da “herança da família”!

Já é bem comum empresas oferecerem serviços de cobrança totalmente terceirizado. Óbvio que isso tem um preço para sua farmácia, mas em via de regra, acaba sendo até mais vantajoso em alguns casos. Principalmente se você não quer ter dores de cabeça com isso, e focar somente em aumentar as vendas na farmácia.

Mas se preferir fazer suas próprias cobranças, então tenha organização e disciplina. A primeira coisa é ser bem cuidadoso quando se trata de cobranças. Muitas leis e regulamentações protegem o consumidor, e até ditam como deve ser a forma da dívida ser cobrada.

Não permita que uma dívida perdure por mais de 30 dias em atraso!

Procure avisar o cliente alguns dias antes do vencimento, e faça negociações, ofereça algum desconto de antecipação, se for o caso, prorrogue até mais alguns dias. Se você tiver problemas, vá anotando tudo no perfil do cliente, para evitar esse tipo de situação no futuro.

E o mais importante: Não venda à Prazo para clientes que já são inadimplentes da sua farmácia! Se você fizer isso, além de perder a credibilidade da sua palavra, vai estar criando uma “bola de neve” sem fim. Até o momento que você desacredita toda a estratégia do crediário e começa a desistir dessa ação, simplesmente por que você não teve “pulso firme”.

Crediário Próprio na Farmácia vale a pena para aumentar as vendas na farmácia?

Sim! Mas isso vai depender de como é sua política de cobrança para manter sempre constante o fluxo de caixa, além disso você vai precisar de um bom software para farmácia fazer o recebimento das contas à receber.

3. Como aumentar as vendas na farmácia com um sortimento de produtos adequado

Em primeiro lugar, é essencial que você conheça seus atuais e potenciais clientes para poder entender quais produtos comprar e consequentemente aumentar as vendas na farmácia.

Um bom mix de produtos é sinônimo de aumentar sua base de clientes, uma vez que você passa a atender diversos tipos de pessoas, o que faz com sua farmácia conquiste alguns nichos do mercado. Isso pode ser feito de acordo com as seguintes estratégias:

Se antecipe às necessidades do consumidor

Facilitar a vida do cliente é uma ótima forma de se destacar em relação a concorrentes que vendem a preços baixos — pense, por exemplo, que se uma pessoa comprou uma determinada mercadoria, quais tipos de outros produtos ela precisará?

Crie combos de mercadorias relacionadas:

Isso é ótimo não só para aumentar as vendas na farmácia, mas também para estimular que o cliente experimente novos produtos — nesse caso, você pode dar descontos ou praticar ações como o famoso leve 3 e pague 2.

Capriche na apresentação do ponto de venda

Hoje, mais do que nunca, a experiência do cliente no estabelecimento faz toda diferença no momento da compra, por isso, invista em uma experiência que facilitará a vida do consumidor no espaço — você pode investir em questões como sons, cheiros e cores, que estimulam os sentidos das pessoas e fazem com que elas consumam de forma muito mais efetiva.

Preze a qualidade dos seus produtos

Prezar por produtos de qualidade faz com que a sua farmácia ofereça mais satisfação e uma melhor experiência para o cliente, e isso claro contribui para aumentar as vendas na farmácia. Por isso, fique atento a algumas características fundamentais para a qualidade da sua mercadoria:

  • desempenho: é importante que o seu produto entregue o benefício que promete;
  • estética: aspectos visuais, como as embalagens, são essenciais na hora da escolha;
  • qualidade percebida: será que os clientes percebem seus produtos de acordo com o histórico da mercadoria?

4. Conhecer o comportamento do consumidor aumentam as chances de vendas na farmácia

Como o consumidor está se comportando atualmente?

Os consumidores estão pesquisando na internet

As redes sociais aproximaram as pessoas das marcas. Hoje, é possível ter um diálogo rápido e prático por meio de uma página no Facebook, por exemplo. Por isso, as farmácias devem utilizar desses canais para esclarecer dúvidas, mostrar produtos e fornecer informações úteis aos clientes.

No entanto, não basta apenas criar perfis nas redes sociais e em blogs para garantir aumentar as vendas na farmácia. Os canais precisam ser alimentados com conteúdo de qualidade, e para isso é preciso ter um planejamento de posts.

Nesse sentido, Raquel Recuero, uma das principais estudiosas sobre mídias sociais do nosso país, comenta que existem laços fortes e laços fracos nessas redes. As empresas que têm laços fortes, ou seja, mais interatividade com os seus seguidores, têm mais chances de obter êxito em suas estratégias digitais.

  • As farmácias podem convidar médicos e farmacêuticos para dar dicas sobre saúde e o correto uso de medicamentos, é um bom exemplo que pode aumentar as vendas na farmácia.
  • Já para divulgar as linhas de perfumaria, maquiagem e beleza, podem ser convidados cabeleireiros, maquiadores e estilistas para dar dicas nesses canais.

Ao publicar esses conteúdos interessantes, haverá uma conectividade com os clientes, que se sentirão mais próximos da farmácia. Isso fará com que eles comprem do seu estabelecimento e não de um concorrente, que nunca forneceu nada relevante a eles.

Compras mais conscientes

A sociedade caminha de modo que as pessoas estão cada vez mais se opondo ao consumismo exagerado. Se antigamente ter muitos objetos era considerado um fator de relevância social, hoje já não funciona dessa forma, e as pessoas estão começando a comprar apenas o que é realmente necessário, deixando de lado o supérfluo.

Além disso, a compra consciente também está relacionada às questões ambientais e sociais. As pessoas estão se preocupando em não comprar produtos que façam testes em animais ou que utilizem de mão de obra duvidosa para a sua fabricação, por exemplo.

  • As farmácias podem seguir essa tendência e utilizar dos seus recursos publicitários para divulgar produtos que não causem danos à natureza ou a qualquer tipo de ser vivo.

Uso da tecnologia em praticamente tudo

A tecnologia está presente em praticamente tudo no nosso dia a dia. A tendência é que isso se intensifique ainda mais nos próximos anos, com a popularização cada vez mais massiva da Internet das Coisas (IoT). Os objetos conectados, como relógios, maçanetas e até mesmo as nossas roupas poderão ter acesso à internet.

Fora isso, hoje podemos usar o smartphone para chamar um carro de aplicativo, conversar com amigos e familiares, resolver questões de trabalho e até mesmo procurar um relacionamento amoroso nos apps de namoro.

  • As drogarias podem tirar proveito disso e criar anúncios nas redes sociais, por exemplo.
  • Também pode oferecer cupons de desconto para compras presenciais e uma espécie de cartão de fidelidade digital.

Tudo isso fará com que o estabelecimento vá ao encontro do que o novo perfil de comportamento do consumidor exige.

Consumidores estão mais bem informados

Como os smartphones se tornaram companheiros inseparáveis das pessoas, não é raro que um cliente chegue na drogaria muito bem informado sobre um medicamento ou produto que precisa adquirir. Isso acontece porque ele pode ter feito pesquisas na internet e obtido diversas informações em sites sobre o assunto.

Os farmacêuticos e atendentes precisam continuar prestando um atendimento de qualidade, confirmando as informações verdadeiras trazidas pelos clientes e refutando o que não real e que possa ter sido obtido por meio de fontes pouco confiáveis — as chamadas fake news.

Além disso, toda a experiência de compra que o cliente tiver na farmácia poderá, em um clique, ser compartilhada com milhares de pessoas nas redes sociais. Isso acontece por meio do check-in no estabelecimento, e há ainda a possibilidade de deixar uma avaliação na página da marca no Facebook.

Essa avaliação — que pode ser boa ou ruim — vai gerar um impacto em outras pessoas que vão acessar a sua página. Logo, deve-se prezar sempre por um atendimento impecável, de modo que as experiências compartilhadas sejam sempre positivas.

Conhecer mais sobre o comportamento do consumidor é imprescindível para aumentar as vendas na farmácia e seguir crescendo e alcançar as expectativas dos clientes. Por isso, não deixe de levar em consideração tudo o que abordamos até aqui.

5. Diferenciais que ajudam a aumentar as vendas na farmácia

Existem tantas farmácias e drogarias como opções para os consumidores, e nesse contexto ter um diferencial competitivo é algo que faz aumentar as vendas na farmácia. A seguir vamos mostrar como identificar o diferencial da sua farmácia.

Agregue valor aos seus produtos

Os compradores são cada vez mais exigentes para escolherem a sua farmácia. Por isso, é cada vez mais essencial que a sua farmácia trabalhe para criar valor real para os seus consumidores. Um dos primeiros passos para chegar a esse objetivo é entender por que as pessoas compram de você.

Por isso, pergunte aos seus atuais e potenciais consumidores por que eles frequentam seu estabelecimento. Entenda o que os clientes enxergam na sua empresa de diferente e o que você e mais nenhum outro estabelecimento faz.

O valor percebido é justamente o motivo que faz as pessoas comprarem com você.

Descubra, então, como seu negócio é percebido e como ele é valorizado pelo seu cliente. Essa é a chave para fazer vendas mais assertivas, aumentar as vendas na farmácia sem ter de competir por preços.

Pesquise e analise seus concorrentes

Pesquisar e analisar a concorrência é um fator que pode ser essencial para você aumentar as vendas na farmácia e se tornar mais competitivo no mercado. A partir do momento que você estuda seus concorrentes, acaba conquistando informações importantes, como:

  • descobrir novos produtos que você possa oferecer;
  • encontrar novos consumidores e espaços;
  • decidir as ações que deve abandonar e em quais deve avançar.

Entre as vantagens do trabalho de análise da concorrência, você poderá:

  • compreender as soluções que a concorrência oferece;
  • entender seu posicionamento;
  • entender seu público.

Faça uma matriz SWOT para encontrar diferenciais

A matriz SWOT (ou FOFA) é a sigla em inglês para Strengths, Weakness, Opportunities e Threats, que, em português, respectivamente, significa Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças. Trata-se de uma ferramenta essencial para fazer o planejamento estratégico de empresas e novos projetos, como concorrer com negócios que praticam baixos valores.

A partir do momento que você entende as particularidades do seu negócio, fica muito mais fácil se posicionar e aumentar as vendas na farmácia, e também sua competitividade no mercado. Entre os principais benefícios da SWOT, destacamos:

  • decisões tomadas de forma muito mais segura;
  • conhecimento profundo do cenário como um todo;
  • compreensão da posição em relação à concorrência;
  • antecipação aos diversos movimentos externos;
  • clareza em relação a possibilidades de ações.

Para fazer uma análise SWOT, você pode:

  1. analisar questões internas — forças e fraquezas;
  2. analisar questões externas — oportunidades e ameaças;
  3. analisar o micro e o macroambiente;
  4. elaborar a SWOT com foco no que é mais relevante.
  5. analisar o todo, destacando questões positivas e negativas.

Para dar um exemplo claro, digamos que, além do espaço físico, você pretenda abrir uma loja virtual (e-commerce) e vender seus produtos na web para aumentar as vendas na farmácia. Assim, sua análise SWOT poderia ser:

  • Forças (Strengths): aqui, você poderia avaliar a reputação da marca e a amplitude da oferta que a farmácia apresenta;
  • Fraquezas (Weakness): a ausência de know-how de vendas online pode ser um ponto fraco, aliado ao fato de a farmácia não ter um estoque para integrar as vendas online;
  • Oportunidades (Opportunities): nesse caso, podemos destacar o aumento das vendas da internet e o uso dos smartphones para pesquisas e compras online;
  • Ameaças (Threats): uma delas poderia ser a concorrência acirrada entre as farmácias, principalmente por conta da presença de grandes redes.

Feita a análise, o desafio é maximizar os pontos positivos e minimizar os negativos. Dessa forma, você estará muito mais preparado para se posicionar frente a concorrentes que praticam preços baixos e por consequência aumentar as vendas na farmácia.

6. Como aumentar as vendas na farmácia através do Pós Venda de excelência

Já ouviu aquela frase: “É mais fácil manter um cliente do que ganhar um novo?”. Bem, isso na prática não é totalmente verdade, pois é preciso saber como fazer pós venda na farmácia!

Quando uma pessoa efetiva a compra no estabelecimento, torna cliente da farmácia, ela não está apenas levando um produto para casa, está confirmando que algo no seu planejamento estratégico deu certo. Isso pode ter sido por causa do:

  • o preço;
  • desconto;
  • promoção;
  • ponto de venda;
  • layout; ou
  • atendimento. 

Assim é iniciado um relacionamento comercial da farmácia com o cliente. Cabe então a você estar preparado para essa oportunidade de aumentar as vendas na farmácia por meio da fidelização resultante do Pós Venda!

Como fazer o Pós Venda hoje na sua farmácia?

O que é Pós Venda?

É a importância/tratamento que se dá ao cliente após a venda do produto. Questionando-o sobre sua satisfação quanto ao atendimento ou produto, ouvindo suas críticas ou elogios, oferecendo-lhe também serviços adicionais.

Pós Venda não é apenas ligar para o cliente depois da compra!

Por exemplo: garantia de troca além do prazo estipulado em lei, a lembrança da data do seu aniversário por telefonema ou correspondência, entrega de cartão fidelidade, descontos personalizados para seus familiares, dentre outras estratégias. Simplificando: Pós Venda é a garantia da venda futura!

Dicas de como fazer o Pós Venda aumentar as vendas na farmácia

Honestidade na hora da venda

Nada é mais decepcionante ao consumidor após a compra, descobrir que o produto não está de acordo com o que foi prometido pelo vendedor. Ainda mais se tratando de medicamentos, que podem afetar gravemente a situação clínica. 

Instrua aos colaboradores para esclarecerem todas as dúvidas antes de concretizar a venda. Não fique tentando empurrar produtos “goela abaixo” (empurroterapia) sem um bom argumento técnico. Nunca invente algo sobre o produto, tampouco ofereça serviços adicionais que não poderão ser cumpridos. Isso afeta a credibilidade da farmácia e a estratégia para aumentar as vendas na farmácia

Honre sua palavra com o cliente

Não adianta nada prometer mil maravilhas, se não forem cumpridas posteriormente. Tome muito cuidado com a euforia na venda, principalmente com a imposição de metas absurdas aos colaboradores, que ficarão tentados a vender sob qualquer custo, oferecendo muito além do que pode ser efetivamente honrado. 

Seja pontual nos prazos de entrega. Jamais antecipe uma cobrança antes do que foi combinado (a menos que o cliente solicite), não leve surpresas desagradáveis ao seu cliente, pois isso mina as estratégicas para aumentar as vendas na farmácia.

Deixe os problemas em casa, fora da farmácia

Se algum colaborador esboçar qualquer sinal de desânimo, má vontade ou apatia no atendimento, já é o suficiente para fortificar uma barreira com o cliente.

A expressão corporal é a porta de entrada para a conquista da fidelização e para aumentar as vendas na farmácia, até mesmo o tom de voz é primordial. Não deixe que os problemas pessoais interfiram nas rotinas de venda e pós-venda. Se necessário, tire o dia de folga, é melhor perder algumas vendas momentâneas do que definitivas.

Trate sempre bem o cliente

Engana-se o gestor que apenas enxerga seus clientes como números. Quando há um vínculo, por menor que possa ser, o cliente dificilmente irá deixar de comprar, o que faz total diferença para aumentar as vendas na farmácia.  

Mostre que não o esqueceu, envie um cartão de aniversário, faça um telefonema de agradecimento, utilize o clima como desculpa para uma breve conversa e peça a opinião sobre o produto, aproveite para cativá-lo sobre uma nova promoção exclusiva, enfim, deixe claro que não foi esquecido pela farmácia!

Não ignore as críticas construtivas do cliente

Não encare as críticas na defensiva, ficando irritado quando ouvir algo desagradável. Procure filtrar tudo o que é dito – nem sempre o cliente tem razão, tenha humildade para aceitar que em alguns casos há motivos para reclamação.

E então, aproveite tal oportunidade para consolidar ainda mais o vínculo com o cliente, traga o problema para si, solucione a situação e convide-o para comprovar as mudanças. Você vai notar como isso faz aumentar as vendas na farmácia.

Conclusão

Agora que você conheceu 6 técnicas de vendas em farmácias e drogarias é hora de colocar em prática! Faça uma avaliação e veja quais delas podem ser aplicadas na sua realidade para você começar a como aumentar as vendas na farmácia.

Conheça nossas soluções para farmácias e drogarias, fale agora mesmo com um especialista ou se preferir, chame direto no WhatsApp!

Gostou do assunto desse artigo? Se inscreva no nosso Canal do YouTube e siga nossa página do Facebook para ter mais conteúdo como esse!

fale agora com o consultor inovafarma
Compartilhar
Compartilhar
Twittar
Pin