fbpx
como consultar a lista CMED com a tabela atualizada de preços dos medicamentos

Lista CMED 2024 atualizada com novo preço dos medicamentos

Todo ano entre os no meses de março e abril as farmácias e drogarias precisam fazer o reajuste de preço dos medicamentos conforme a lista CMED. Isso está previsto na Lei 10.742/2003, que estabelece as regras do aumento de preço dos medicamentos.

Porém para fazer esse reajuste é preciso ficar atento às normas e regras do governo, caso contrário você poderá estar vendendo acima do PMC, ou seja, correr o risco de sofrer multas e até mesmo ter as portas fechadas pela ANVISA.

Para deixar claro como é feita a atualização de preços, explicamos nesse artigo como consultar a tabela CMED 2024 atualizada!

Envie mensagens no WhatsApp para os clientes da farmácia

Além disso, você também pode conferir a tabela CMED 2023 para fazer a comparação do aumento de preço entre 2020, 2021 e 2022.

Continue a leitura e confira a tabela de preço atualizada para fazer o reajuste de preço na sua farmácia!

Achamos que você também vai gostar de:

>> Formação de preço: reunimos tudo de mais importante que você realmente precisa saber!

>> Veja os 10 hacks mais usados pelas farmácias na hora da precificação de medicamentos

>> Ticket-Médio: 3 ações para farmácia aumentar os itens da cesta de produtos do consumidor  

O que é CMED?

A CMED (Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos) é responsável por determinar o preço dos medicamentos vendidos no Brasil. É um órgão do governo federal ligado à ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) que tem por obrigação fazer a regulamentação do mercado de medicamentos.

É a CMED quem é responsável por estabelecer o teto dos preços dos medicamentos vendidos nas farmácias e drogarias, conhecido como PMC (Preço Máximo ao Consumidor).

Ela também fica sendo responsável pela fiscalização da prática dos preços praticados pelos estabelecimentos farmacêuticos, aplicando multas e penalidades quando a legislação é descumprida.  

O que é Lista CMED?

A lista CMED é uma tabela de preços oficial de todos os medicamentos que possuem registro na ANVISA, contendo o Preço Fábrica e o Preço Máximo ao Consumidor.

Nessa lista de preço de remédios, o governo define as alíquotas de cálculos para o reajuste dos preços que serão praticados pelos laboratórios e pelas farmácias e drogarias.  

O que é Revista de Preço?

Além da tabela CMED, existem outras publicações de revistas de empresas privadas que trazem o preço dos medicamentos praticado pelo mercado em cada região do país.

Essas empresas fazem uma pesquisa de preços e trazem uma média que está sendo comercializado, sempre respeitando o PMC da lista CMED. Revista ABC Farma e Santa Cruz são exemplos de revistas de preços que a farmácia pode consultar.   

Revista de Preço ABCFArma
Revista de Preço ABCFArma

Qual a diferença entre a Lista CMED e a Revista de Preço?

A lista CMED é lista oficial do governo contendo o PF e o PMC. Já as Revistas de Preço, trazem o preço mercadológico praticado pelo mercado farmacêutico.

As Revistas de Preço não determinam o PF e tampouco o PMC, elas devem seguir a Lista CMED.

Kit de Materiais e Conteúdos para Organizar a farmácia

Qual tabela de preço a farmácia deve seguir?

Por se tratar de uma pesquisa mercadológica, é recomendado as farmácias e drogarias sempre seguirem o preço dos medicamentos que constam nas Revistas de Preço, pois elas trazem um estudo mais preciso do preço de mercado, ao contrário da Lista CMED, que determina apenas o teto máximo do PF e do PMC.

Lembrando que as Revistas de Preços não podem sugerir preços de PF e PMC maiores que a Lista CMED. Somente os preços contidos da Lista CMED são os preços oficias determinados pela legislação. Por isso, o consumidor deve seguir sempre os valores contidos na tabela CMED atualizada.

Reajuste de preço medicamentos para 2024

Na reunião ordinária realizada em 15 de dezembro, o Comitê Técnico-Executivo da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) deliberou por fixar em 0% (zero por cento) o valor do fator de produtividade (Fator X) relacionado ao ajuste de preços de medicamentos para o ano de 2024.

Esta decisão está em conformidade com a Resolução CMED 01/2015, que estipula que o Fator X é determinado com base na projeção de ganhos futuros de produtividade das empresas integrantes da indústria farmacêutica nacional.

Novo reajuste de preço dos medicamentos para 2023

Em 2023 a expectativa da indústria é ter um reajuste no preço dos medicamentos de 5,6% segundo levantamento do Sindicado da Indústria Farmacêutica (Sindusfarma).

Já o Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Estado de Minas Gerais (Sincofarma) projeta o aumento do preço dos medicamentos em 2023 para cerca de 6,8%.

O governo, por meio da Tabela CMED, divulgou a nova porcentagem de aumento dos preços dos medicamentos em 2023 a partir do dia 1º de abril, sendo de 5,6%.

Aumento de preço dos medicamentos 2022

A CMED, por meio do Comitê Técnico-Executivo, proferiu em 0% o fator de produtividade, referente ao Fator X, que é usado para o cálculo do aumento de preço dos medicamentos em 2022.

A decisão afeta diretamente um outro fator, conhecido como Fator Z, sendo este também ficando em 0%.

Apesar dos fatores X e Z possuírem valores 0, ainda é esperado para 2022 um aumento na casa de 10,47% dos medicamentos vendidos em farmácias e drogarias.

Essa autorização de reajuste de preço dos medicamentos na tabela CMED para 2022 não reflete o IPCA (Índice de Preços no Consumidor), ficando abaixo do registrado.

Reajuste de medicamentos 2022

CMED liberou em 31/03/2022 o reajuste de medicamentos em 10,89%

Reajuste anual de medicamentos para 2021

Foi confirmado na lista CMED o reajuste de preços dos medicamentos para 2021, entrando em vigor a partir de 1 de abril. Esse ano o reajuste acontece em três níveis:

  • Nível 1: 10,08%
  • Nível 2: 8,44%
  • Nível 3: 6,79%

No primeiro nível são considerados os produtos com maior participação de genéricos (com faturamento igual ou superior à 20%).

Já no segundo nível de reajuste são enquadrados os produtos com participação média de genéricos (na faixa de 15% a 20% de faturamento).

E por fim no último nível entra a categoria com menos participação de genéricos (abaixo de 15% do faturamento).

Então, para 2021 a média de reajuste de preço de medicamento ficou em 8,43%.

Em 2020 o aumento repassado ficou na casa dos 5,21%, 4,22% e 3,23% conforme o tipo de medicamento, tendo portando uma média de reajuste na casa dos 4,22%.  

Histórico de reajuste de preço lista CMED

Abaixo trouxemos a média em percentagem do reajuste de preço dos medicamentos conforme a tabela CMED entre o período de 2007 até 2023.

INFOGRAFICO-Media-de-reajuste-de-preco-dos-medicamentos

Percentual de reajuste de preço medicamentos

  • 2,01% (2007)
  • 3,57% (2008)
  • 5,90% (2009)
  • 4,64% (2010)
  • 4,78% (2011)
  • 2,80% (2012)
  • 4,51% (2013)
  • 3,35% (2014)
  • 6,00% (2015)
  • 12,50% (2016)
  • 4,76% (2017)
  • 2,84% (2018)
  • 4,33% (2019)
  • 5,21% (2020)
  • 8,43% (2021)
  • 10,89% (2022)
  • 5,6% (2023)

Fonte: CMED

Média de reajuste de preço dos medicamentos

Como é feito o cálculo da tabela CMED?

Todo ano, desde 2004, a CMED realiza o reajuste de preço dos medicamentos que são comercializados pelas farmácia e drogarias. Para chegar no índice de reajuste da tabela CMED, são considerados alguns critérios estabelecidos na Lei nº 10.742/2003, como por exemplo:

  • Mudança da inflação;
  • Ganhos de produtividade dos laboratório;
  • Mudança dos custos dos insumos para produzir os medicamentos;
  • Demais características de mercado que impactam os medicamentos.

Então, a fórmula para definir o reajuste do preço de medicamento utilizado pela tabela CMED fica sendo:

VPP = IPCA – (X + Y + Z)

Onde:

VPP = Variação Percentual no Preço

IPCA: Índice de Preços ao Consumidor (cálculo feito pelo IBGE)

X = fator de produtividade que é repassado ao consumidor (calculado pela SEAE/ME)

Y = fator de ajuste de preços entre setores (calculado pela SEAE/ME)

Z = fator de ajuste de preços intrassetorial (calculado pela Secretaria Executiva da CMED)

3 técnicas para reajustar preço de medicamento

Lista CMED 2024 atualizada

Lista de Preços 2024 atualizada – Tabela CMED

A Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) disponibilizou a versão atualizada da lista de reajuste do preço dos medicamentos ao ano de 2024 do primeiro mês do ano.

Abaixo você pode baixar de forma gratuita a lista CMED 2024:

Versões Anteriores da Lista CMED

Tabela CMED 2023

Confira todas as edições da lista CMED do ano de 2023:

Tabela CMED 2022

Abaixo você confere todas as edições da lista CMED do ano de 2022, separadas por meses:

Fonte: CMED

Tabela CMED 2021

Abaixo listamos todas as edições da tabela CMED com os aumentos de preço nos medicamentos. Você pode consultar o histórico dos reajustes, basta clicar para baixar para o seu dispositivo!

Fonte: CMED

Tabela CMED 2020

A seguir listamos todas as edições da lista CMED do ano de 2020, elencadas pelos meses do ano:

Fonte: CMED

Caso você queira baixar a Lista CMED dos anos anteriores, para fim de comparação, estão disponíveis as tabelas com os preços dos medicamentos desde o ano de 2003.  

Como consultar a lista CMED 2024?

Após baixar a tabela CMED 2024 atualizada para o seu computador, abra o arquivo .xlsx no programa Microsoft Excel. Você também pode visualizar a tabela CMED 2024 atualizada pelo próprio navegador web.

Note que será mostrada uma quantidade enorme de linhas com várias informações dos medicamentos. É possível localizar o medicamento pelo:

  • princípio ativo (coluna substância);
  • nome do laboratório;
  • código de barras do produto;
  • registro MS;
  • nome comercial (coluna produto);
  • apresentação; e
  • classe terapêutica.

Repare que existe uma coluna chamada REGIME DE PREÇO, nessa coluna consta Liberado ou Regulado. Quando o produto possui o teto de preço, isto é, o PMC, irá constar como Regulado.

Agora se o produto não possui qualquer tipo de teto, a farmácia poderá vender no preço que desejar, constando na lista CMED o termo Liberado.

Tabela CMED 2024 atualizada
Consulta de Regime de Preço – Lista CMED

Como localizar um produto na lista CMED?

Dentro do Microsoft Excel, na parte superior, clique em Página Inicial. Depois clique sobre a ferramenta Localizar e Selecionar.

Será mostrada mais opções, então clique sobre Localizar. Se preferir, pressione as teclas CTRL + L. Veja que será mostrada na tela uma pequena caixa de busca.

Lista CMED - Procurando produtos na tabela de preço
Busca por medicamento – Lista de Preço de Medicamentos

Digite o nome do medicamento, substância ou princípio ativo. Em seguida clique no botão Localizar Tudo, para que o programa faça a localização do produto. Note que o programa traz todos os resultados para o termo pesquisado. Então basta clicar para visualizar.

Tipo de Preço de Medicamentos

Basicamente existem 2 tipos de preços máximos que são regulados pela lista CMED, o Preço Fábrica (PF) e o Preço Máximo ao Consumidor (PMC).

O que é Preço Fábrica (PF)?

O Preço Fábrica é o valor máximo que os laboratórios e distribuidoras de medicamentos podem vender para as farmácias e drogarias.

Na tabela CMED o PF é mostrado conforme a alíquota de ICMS (Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços) de cada estado.

O que é Preço Máximo ao Consumidor (PMC)?

O Preço Máximo ao Consumidor é o valor máximo que as farmácias e drogarias podem vender um determinado produto ao consumidor final. Na tabela CMED o PMC também é mostrado conforme a alíquota de ICMS incidente de cada estado.

A farmácia pode vender acima da Tabela CMED?

Não. Se isso acontecer a farmácia corre o risco de sofrer severas multas e até mesmo ter as portas fechadas. O próprio consumidor pode fazer a denúncia para a CMED ou Vigilância Sanitária sobre o preço irregular dos medicamentos.

Além disso a farmácia é obrigada a deixar disponível no balcão de atendimento uma cópia da tabela CMED 2021 atualizada ou Revista de Preço atualizada, caso o consumidor queira verificar o PMC por conta própria.

A farmácia pode vender abaixo da tabela CMED?

Sim. A lista CMED somente traz o preço máximo de venda, porém não estabelece um preço mínimo de venda.

Cabe ao financeiro da farmácia traçar a melhor estratégia de precificação conforme a realidade do mercado, mas sempre abaixo da tabela CMED!

Como fazer a atualização de preço na farmácia?

Como escolher o colaborador certo para a farmácia

É muito simples fazer a atualização de preço. No próprio sistema da farmácia, o processo é feito automaticamente, basta escolher a forma de atualização, seja pela Lista CMED ou pelas Revistas de Preço. Em seguida o software irá fazer o reajuste da alíquota de todos os produtos.

Se a farmácia desejar, é possível fazer o procedimento de forma manual, em cada produto individualmente. Não é muito recomendado usar esse tipo de alternativa, devido ao tempo e principalmente pelo fato de a farmácia correr o risco de esquecer de atualizar algum medicamento que sofreu reajuste, ficando assim fora da legislação vigente.

Conclusão

É inegável a importância da regulação dos preços dos medicamentos pela tabela CMED, pois caso não tivesse essa agência, os laboratórios, distribuidores e as farmácias poderiam praticar qualquer tipo de preço, inviabilizando o acesso aos medicamentos pela população.

E para se manter atualizada, a farmácia pode constar com bons softwares que já trazem a opção de atualizar o preço dos medicamentos de forma automática. E nisso podemos te ajudar!

Peça agora sua demonstração gratuita! Fale agora mesmo com o especialista para conhecer nossas soluções para sua farmácia atualizar o preço dos medicamentos automaticamente. Se preferir, chame no WhatsApp!

Agora que você já sabe qual o preço atualizado da lista CMED 2024, siga nossas redes sociais para ter sempre dicas e conteúdos sobre o varejo farmacêutico! Curta nossa página do Facebook, siga nosso Instagram e se inscreva no canal do YouTube!

Rolar para cima