Aprenda como fazer a iluminação de farmácia de forma correta

Você tem a impressão de que sua farmácia anda meio vazia ultimamente? As pessoas estão deixando de entrar no seu estabelecimento e preferindo a concorrência? Talvez o problema não está no preço dos produtos e nem no atendimento praticado pelos colaboradores, e sim na iluminação de farmácia!

Existem as chamadas “barreiras invisíveis” que atuam diretamente no subconsciente das pessoas, fazendo-as não querer entrar em algum ambiente. A iluminação de farmácia e a organização do local são um bom exemplo disso.

Estudos revelam que bem mais que 90% do que chega até nosso cérebro é puramente visual.

E não é para menos, nosso nervo óptico chega a ter 1 milhão de fibras nervosas. Isso traduzido quer dizer que a atenção das pessoas é capturada pelo que elas estão vendo no momento. Então ter uma boa iluminação de farmácia é o começo para despertar o interesse dos consumidores nos produtos expostos!

Nesse artigo vamos mostrar as principais dicas para você fazer uma boa iluminação de farmácia e assim conquistar a atenção dos consumidores. Continue a leitura para saber!

Achamos que você também vai gostar de:

>> Conheça os 9 melhores aplicativos para farmácia e suas vantagens

>> Entenda os principais modelos de metas de vendas para utilizar em sua farmácia

>> SNGPC: 7 dicas para evitar o retorno de transmissão do arquivo

A importância da iluminação de farmácia na jornada de compra

Uma boa iluminação de farmácia contribui efetivamente para a jornada de compra dos consumidores. Essa jornada é o caminho que as pessoas percorrem dentro do estabelecimento em busca do produto. Então uma iluminação de farmácia correta vai dar o protagonismo certo para os produtos, tornando-os visíveis para os clientes.

Indo mais além, a iluminação de farmácia deve ser usada em conjunto com outras estratégias. Você tem que entender que as vendas do seu negócio estão ligadas diretamente com a experiência de compra do ambiente, e para isso é preciso cuidar do:

  • visual;
  • cores;
  • iluminação;
  • música;
  • cheiro; e
  • organização do ambiente.

Tudo isso são pequenos detalhes que quando bem planejados criam um apelo emocional tão poderoso nas pessoas, que as fazem consumir bem mais do que estavam dispostas inicialmente.

Toda essa “atmosfera” proporciona uma boa experiência para os clientes. Muitas vezes em nível subconsciente, isto é, as pessoas ficam satisfeitas no local e nem sabem explicar o porquê!

Webinário - O impacto das operações de caixa

Como dever ser a iluminação de farmácia?

Pesquisas do varejo, principalmente no setor alimentício, apontam que

80% das compras são feitas por impulso.

Esse tipo de compra é decidida no próprio local. E o que motiva o consumidor a levar um produto por impulso? Como você já sabe, a visão é o principal fator que estimula as compras. Logo, você tem que se preocupar com a iluminação de farmácia!

Sabia que ao envelhecer o cristalino (a lente dos olhos) vai ficando amarelado? Isso quer dizer que:

Um cliente com 50 anos de idade enxerga os produtos de uma forma bem diferente do que um cliente de 25 anos.

E tem mais:

Os olhos das pessoas idosas absorvem cerca de 20% menos luz.

Agora pare e reflita um pouco: você não dá a mínima importância para os aspectos da iluminação de farmácia, porém sua estratégia de vendas está direcionada ao público idoso. Percebe porque você não está conseguindo faturar o que projetou?

Evidente que a iluminação por si só não pode ser a única responsabilizada pelo baixo número de vendas, mas é sim um excelente parâmetro para mensuração.

O que pode estar muito bem iluminado para um jovem, provavelmente está escuro para pessoas mais velhas.

E um produto só pode ser comprado, se ele é visto. Bem óbvio, não é verdade? Mas não é só isso. Outro aspecto muito importante da iluminação, ainda mais em estabelecimento de saúde, como no caso de farmácias e drogarias, é a sensação de limpeza.

Um local com boa iluminação traz a percepção de estar limpo.

E claro, quem não quer estar em um lugar assim? A iluminação é parte de um jogo de sedução que o produto faz com o cliente. Em um ambiente fechado e controlado:

As lâmpadas devem ser posicionadas estrategicamente para darem visibilidade aos produtos mais rentáveis da farmácia.

Já existem muitas opções no mercado de prateleiras e gôndolas com iluminação artificial embutida. Isso dá um maior destaque nos produtos expostos. Assim como os produtos devem receber boa luminosidade, os corredores também devem ter boa luz.

Qual lâmpada utilizar na iluminação de farmácia?

A tecnologia das lâmpadas evoluiu muito durante os anos, desde as primeiras lâmpadas de filamento, passando pelas fluorescentes e as atuais lâmpadas de LED. Sem dúvida, prefira utilizar as lâmpadas de LED. Elas podem até ser um pouco mais caras, porém economizam mais energia e esquentam menos.

Em hospitais e comércios, locais que exigem grande luminosidade, são largamente utilizadas as lâmpadas de LED Branca Frio. Porém, no mercado você também encontra as seguintes variações do modelo:

Variações de Lâmpadas LED

Tipo de Branco Temperatura Descrição
Branco Quente 2700-3500 Kelvin  A luz é semelhante as lâmpadas antigas bulbo com filamento incandescente
Branco Neutro 4000-4500 Kelvin A luz é parecida com as lâmpadas Halógenas com filamento de tungstênio contido em um gás.
Branco “Luz do Dia” 5000-6000 Kelvin  Imita muito bem a luz do “sol do meio dia”.
Branco Firo 6000-7000 Kelvin A luz é semelhante as lâmpadas fluorescentes de alta potência.

Não use lâmpadas fluorescentes na iluminação de farmácia! Esse tipo de tecnologia produz uma luz que prejudica a visualização de diversos tipos de produtos, modificando a percepção das cores das embalagens.

Um bom exemplo disso são as maquiagens: Quando submetidas a luz fluorescente, o tom na pele e a cor estampada pelo fabricante na embalagem não são os mesmos. Esse efeito é causado pela distorção que a luz provoca na composição do produto. Ou seja, quando o cliente aplicar o produto na pele, a cor será totalmente diferente do que a cor vista na caixa.

Uma outra boa dica é usar lâmpadas focais na vitrine da farmácia!

São aquelas lâmpadas que direcionam a luz em uma direção. Isso faz com que o produto exposto seja valorizado aos olhos de quem passa pela calçada, despertando o interesse pelo consumo.

A falsa economia de dinheiro

Existem donos de farmácia que utilizam a luz solar para economizar energia. A estratégia está em colocar em alguns pontos do teto telhas transparentes, que permitem a penetração de luz natural. Isso até funciona na questão do racionamento elétrico, porém a intensidade da luz solar não é mesma na farmácia durante todo o dia.

Em algum momento, alguma parte da farmácia poderá ficar “mal iluminada”. E também existe o problema de a luz solar ser “quente”. O ideal é manter uma iluminação mais branca e fria possível, pois isso permite um protagonismo maior dos produtos expostos.

Tem ainda proprietários de farmácias que simplesmente não deixam todas as lâmpadas acessas. Já entrou em algum lugar que para cada lâmpada ligada, havia uma lâmpada desligada? Duas coisas acontecem nesse tipo de situação:

  • primeiro que o ambiente vai sim ficar mal iluminado, e
  • a segunda é que os clientes vão ter a sensação que a farmácia está em dificuldade financeira.

“Farmácias escuras que economizam luz, criando uma atmosfera que desestimula o consumo, estão na verdade economizando oportunidades de vendas!”

Conclusão

Investir na correta iluminação de farmácia é o primeiro passo para estimular as vendas nos consumidores, pois uma iluminação bem feita dá protagonismo ao produtos expostos, melhora a jornada de compra e ainda é capaz de deixa o ambiente maior e “mais limpo”.

Gostou do assunto desse artigo? Se inscreva no nosso Canal do YouTube e siga nossa página do Facebook para ter mais conteúdos como esse!

Conheça nossas soluções para farmácias e drogarias! Peça agora sua demonstração gratuita, chama no WhatsApp!

fale agora com o consultor inovafarma
Compartilhar
Compartilhar
Twittar
Pin