15 49.0138 8.38624 arrow 0 bullet 1 4000 1 horizontal https://www.inovafarma.com.br/blog 300 true 4000
Please assign a Header Menu.
Competir com preços baixos

6 estratégias para adotar em sua farmácia e competir com preços baixos

INOVAFARMA
17 de outubro de 2018
381 Visualizações
Muitas vezes, ao competir com preços baixos, as empresas reduzem o valor dos seus produtos para se manterem competitivas e, com isso, esquecem-se da margem de lucro. Para evitar isso, algumas medidas devem ser tomadas. Por isso, neste post, vamos abordar 6 estratégias para uma farmácia adotar e competir com quem pratica preços baixos. Falaremos...

Muitas vezes, ao competir com preços baixos, as empresas reduzem o valor dos seus produtos para se manterem competitivas e, com isso, esquecem-se da margem de lucro. Para evitar isso, algumas medidas devem ser tomadas.

Por isso, neste post, vamos abordar 6 estratégias para uma farmácia adotar e competir com quem pratica preços baixos. Falaremos também sobre ações que devem ser tomadas, como conhecer seu público, potencializar o mix de produtos, fazer uma matriz SWOT, prezar pela qualidade, agregar valor ao produto, pesquisar e analisar os concorrentes etc. Confira!

1. Conheça seu público

Em primeiro lugar, é essencial que você conheça seus atuais e potenciais clientes. Entender suas necessidades, motivações e preferências é essencial para que você ofereça um atendimento personalizado, conforme o perfil de cada cliente, o que vai assegurar que você promova uma experiência única e especial, que lhe diferencie dos concorrentes.

Mesmo que em outra farmácia os produtos sejam mais baratos, muitos clientes darão preferência para o seu estabelecimento, uma vez que você demonstrará que está muito mais preparado e estruturado para atender às pessoas de forma direcionada e pontual.

2. Potencialize seu mix de produtos

Um bom mix de produtos é sinônimo de aumentar sua base de clientes, uma vez que você passa a atender diversos tipos de pessoas, o que faz com sua farmácia conquiste alguns nichos do mercado. Isso pode ser feito de acordo com as seguintes estratégias:

  • se antecipe às necessidades do consumidor: facilitar a vida do cliente é uma ótima forma de se destacar em relação a concorrentes que vendem a preços baixos — pense, por exemplo, que se uma pessoa comprou uma determinada mercadoria, quais tipos de outros produtos ela precisará?
  • crie combos de mercadorias relacionadas: isso é ótimo não só para aumentar as vendas, mas também para estimular que o cliente experimente novos produtos — nesse caso, você pode dar descontos ou praticar ações como o famoso leve 3 e pague 2;
  • capriche na apresentação do ponto de venda: hoje, mais do que nunca, a experiência do cliente no estabelecimento faz toda diferença no momento da compra, por isso, invista em uma experiência que facilitará a vida do consumidor no espaço — você pode investir em questões como sons, cheiros e cores, que estimulam os sentidos das pessoas e fazem com que elas consumam de forma muito mais efetiva.

3. Faça uma matriz SWOT

A matriz SWOT (ou FOFA) é a sigla em inglês para Strengths, Weakness, Opportunities e Threats, que, em português, respectivamente, significa Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças. Trata-se de uma ferramenta essencial para fazer o planejamento estratégico de empresas e novos projetos, como concorrer com negócios que praticam baixos valores.

A partir do momento que você entende as particularidades do seu negócio, fica muito mais fácil se posicionar e aumentar as vendas e sua competitividade no mercado. Entre os principais benefícios da SWOT, destacamos:

  • decisões tomadas de forma muito mais segura;
  • conhecimento profundo do cenário como um todo;
  • compreensão da posição em relação à concorrência;
  • antecipação aos diversos movimentos externos;
  • clareza em relação a possibilidades de ações.

Para fazer uma análise SWOT, você pode:

  1. analisar questões internas — forças e fraquezas;
  2. analisar questões externas — oportunidades e ameaças;
  3. analisar o micro e o macroambiente;
  4. elaborar a SWOT com foco no que é mais relevante.
  5. analisar o todo, destacando questões positivas e negativas.

Para dar um exemplo claro, digamos que, além do espaço físico, você pretenda abrir uma loja virtual e vender seus produtos na web. Assim, sua análise SWOT poderia ser:

  • Forças (Strengths): aqui, você poderia avaliar a reputação da marca e a amplitude da oferta que a farmácia apresenta;
  • Fraquezas (Weakness): a ausência de know-how de vendas online pode ser um ponto fraco, aliado ao fato de a farmácia não ter um estoque para integrar as vendas online;
  • Oportunidades (Opportunities): nesse caso, podemos destacar o aumento das vendas da internet e o uso dos smartphones para pesquisas e compras online;
  • Ameaças (Threats): uma delas poderia ser a concorrência acirrada entre as farmácias, principalmente por conta da presença de grandes redes.

Feita a análise, o desafio é maximizar os pontos positivos e minimizar os negativos. Dessa forma, você estará muito mais preparado para se posicionar frente a concorrentes que praticam preços baixos.

4. Preze a qualidade dos seus produtos

Prezar por produtos de qualidade faz com que a sua empresa ofereça mais satisfação e uma melhor experiência para o cliente. Por isso, fique atento a algumas características fundamentais para a qualidade da sua mercadoria:

  • desempenho: é importante que o seu produto entregue o benefício que promete;
  • estética: aspectos visuais, como as embalagens, são essenciais na hora da escolha;
  • qualidade percebida: será que os clientes percebem seus produtos de acordo com o histórico da mercadoria?

5. Agregue valor aos seus produtos

Os compradores são cada vez mais exigentes para escolherem a sua empresa. Por isso, é cada vez mais essencial que a sua farmácia trabalhe para criar valor real para os seus consumidores. Um dos primeiros passos para chegar a esse objetivo é entender por que as pessoas compram de você.

Por isso, pergunte aos seus atuais e potenciais consumidores por que eles frequentam seu estabelecimento. Entenda o que os clientes enxergam na sua empresa de diferente e o que você e mais nenhum outro estabelecimento faz. O valor percebido é justamente o motivo que faz as pessoas comprarem com você.

Descubra, então, como seu negócio é percebido e como ele é valorizado pelo seu cliente. Essa é a chave para fazer vendas mais assertivas, sem ter de competir por preços.

6. Pesquise e analise seus concorrentes

Pesquisar e analisar a concorrência é um fator que pode ser essencial para você aumentar seus ganhos e se tornar mais competitivo no mercado. A partir do momento que você estuda seus concorrentes, acaba conquistando informações importantes, como:

  • descobrir novos produtos que você possa oferecer;
  • encontrar novos consumidores e espaços;
  • decidir as ações que deve abandonar e em quais deve avançar.

Entre as vantagens do trabalho de análise da concorrência, você poderá:

  • compreender as soluções que a concorrência oferece;
  • entender seu posicionamento;
  • entender seu público.

Ao longo do texto, mostramos 6 ações para você colocar em prática e estar mais preparado para competir com preços baixos. Obviamente, existem outras inúmeras outras possibilidades, mas adotando essas ideias do texto o seu negócio se tornará muito mais atraente para os clientes e mais atrativo para o mercado.

Esperamos que este texto seja essencial para os seus próximos passos nessa empreitada. Caso tenha gostado, aproveite e não deixe de conferir os 6 aspectos importante do marketing para farmácias!

INOVAFARMA

Sistema para farmácias e drogarias em > Solicite sua Demonstração!
Entre em contato pelo e-mail ou telefone.
contato@inovafarma.com.br
(17) 3624-2110
INOVAFARMA
Comentarios 0

Deixe uma resposta