Farmácia Veterinária: como começar a vender medicamentos para animais

O mercado PET no Brasil só vêm aumentando ano após ano, gerando milhões em gastos com animais domésticos, podendo ser explicado pelo estilo de vida da população, que está optando em ter filhos mais tarde, preferindo por hora ter uma animal de estimação. Isso desencadeou uma demanda por medicamentos para esses animais, criando a oportunidade para a farmácia veterinária atuar nesse nicho de mercado.   

Mas será mesmo que vale a pena em regularizar a sua farmácia para vender medicamentos veterinários? Nesse artigo reunimos os números de setor PET no Brasil e explicamos o passo a passo para começar a vender para esse mercado. Confira!

Achamos que você também vai gostar de:

>> 5 dicas de como vender vitaminas em farmácias e drogarias

>> 9 dúvidas respondidas sobre Serviços Farmacêuticos

>> Saiba a importância da farmácia no combate a automedicação no Brasil

O que é farmácia veterinária?

São estabelecimentos farmacêuticos que vendem ou manipulam medicamentos específicos para os animais. A farmácia veterinária tem a mesma estrutura que a farmácia destinada aos seres humanos. Porém a diferença é que na farmácia veterinária é necessário ter:

  • Registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA);
  • Responsável Técnico Médico Veterinário.

A farmácia comum pode manipular e vender medicamentos veterinários?

Sim. A Farmácia de Manipulação (Magistral) pode usar o mesmo laboratório para manipular medicamentos alopáticos e homeopáticos de uso veterinário, porém os insumos utilizados necessariamente precisam ser os mesmos, ou seja, comum para uso humano e veterinário.

Além disso, fica permitido a armazenagem e estocagem, embalagem e rotulação, e também a dispensação nas mesmas áreas da farmácia que são dispensados os medicamentos para uso humano.

O farmacêutico pode dispensar medicamentos veterinários?

É necessário que esse profissional seja habilitado segundo regulamentação da Resolução 504 sobre as atividades do profissional farmacêutico à respeito dos produtos veterinários, de acordo com o Conselho Federal de Farmácia (CFF).

Vale a pena abrir uma farmácia veterinária?

Antes mesmo de responder essa pergunta, vamos contextualizar melhor esse nicho de mercado. Os animais de estimação são criados no convívio com os seres humanos, isso acaba gerando um grande laço afetivo na relação entre os animais e seus donos.

São considerados animais de estimação:

eBook controle financeiro
  • Cães;
  • Gatos;
  • Aves canoras e ornamentais;
  • Peixes ornamentais; e
  • Pequenos mamíferos e répteis (registrados no IBAMA).

Além disso, os animais de estimação, além da companhia aos seus donos, podem ter o papel de:

  • terapia;
  • lazer;
  • auxílio aos portadores de necessidades especiais;
  • esportes;
  • ornamentação;
  • participação em torneios e exposições; e
  • conservação e trabalhos especiais.

Na prática as pessoas estão dispostas a gastarem a mesma proporção (ou até mais) em cuidados com os pets em relação a outros familiares. Conforme levantamento da ABINPET, em 2019 o setor PET movimentou R$ 22,3 bilhões no Brasil.

Farmácia Veterinária: Passo a Passo para começar a vender medicamentos para animais
Faturamento do Mercado PET em 2019 – Fonte: Abinpet

Em 2020, segundo o Instituto Pet Brasil, o país faturou cerca de R$ 40,1 bilhões na venda de produtos para animais, ficando atrás somente das potências EUA e China. Esse valor é 13,5% a mais do que os resultados anteriores, o que comprova o crescimento acentuado da venda de produtos para animais de estimação.  

Quando você ou algum parente próximo fica doente, muito provavelmente vão consultar um médico. Dependendo do diagnóstico é receitado um medicamento. Então você se dirige até sua farmácia ou drogaria de confiança e faz a compra da medicação, correto?

E quando o seu animal de estimação fica doente? Você procura a clínica veterinária, que também receita uma medicação para o seu pet. Então você precisa encontrar uma Petshop para comprar esse remédio, certo? O problema é que nem todas as cidades e regiões existem Petshops. 

Agora imagine poder manipular o remédio do seu animal de estimação no mesmo lugar que você costuma comprar o seu próprio remédio. Sim, isso é possível! Isso acontece nas farmácias veterinárias.

Para se ter uma ideia do potencial desse mercado no Brasil, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), em 2019 estima-se uma população de 141,6 milhões de animais domésticos

Farmácia Veterinária: Passo a Passo para começar a vender medicamentos para animais
População de Animais no Brasil em 2019 – Fonte: Abinpet

E então, agora você mesmo consegue responder à pergunta inicial, se vale mesmo a pena investir na farmácia veterinária?

Como funciona Farmácia Veterinária?

Como regularizar minha farmácia para vender medicamentos veterinários?

1º Passo – Fazer o Cadastro no SIPEAGRO

Conforme o Decreto 5.053/2004 :

Art. 4º Todo estabelecimento que fabrique, manipule, fracione, envase, rotule, controle a qualidade, comercie, armazene, distribua, importe ou exporte produtos de uso veterinário para si ou para terceiros deve, obrigatoriamente, estar registrado no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, para efeito de licenciamento”.

Para solicitar o seu cadastro é preciso acessar o portal do Sistema Integrado de Produtos e Estabelecimentos Agropecuários (SIPEAGRO). Nessa página, basta clicar em “Não sou cadastrado – Clique Aqui”.

Tela Inicial do SIPEAGRO - farmácia veterinária
Tela inicial do site SIPEAGRO

Em seguida fazer o preenchimento de todos os campos.

Tela de Cadastro - SIPEAGRO - farmácia veterinária
Tela de Cadastro do site SIPEAGRO

Caso tiver dúvidas, consulte o Guia de Usuário do SIPEAGRO.

2º Passo – Solicitar o registro no Ministério da Agricultura

Agora que você já tem o login e senha, acesse novamente o portal SIPEAGRO e clique em “Acesse aqui o sistema”.

Acessando o cadastro no site SIPEAGRO - farmácia veterinária
Acessando o cadastro no site SIPEAGRO

Em seguida clique em “Entrar no Sistema”.

Entrando no sistema do site SIPEAGRO - farmácia veterinária
Entrando no sistema do site SIPEAGRO

Faça login com suas credenciais de acesso, cadastradas no 1º Passo.

Tela de Login do site SIPEAGRO
Tela de Login do site SIPEAGRO

Será preciso terminar de preencher algumas informações cadastrais. Depois você terá que escolher a opção “SIPEAGRO – Sistema Integrado de Produtos e Estabelecimentos Agropecuários”.

Em seguida selecionar as opções “Estabelecimento – Solicitação – Novo Registro”. No campo “Área de interesse” selecione a opção “Produtos Veterinários”. Finalize o pedido.

3º Passo – Acompanhar o pedido de registro

Com todos os dados preenchidos no portal da SIPEAGRO, agora é necessário aguardar toda a verificação documental que será feita pelo Ministério da Agricultura. Para acompanhar o status do seu pedido, faça login novamente e procure pela opção “Solicitação e Acompanhar”.

Caso os técnicos do Ministério da Agricultura encontrem alguma pendência, você pode ser notificado no e-mail que usou para se cadastrar. Também no seu cadastro dentro do portal da SIPEAGRO irá constar o status “Com pendência”, então basta clicar em “Resolver Pendências” para saber os detalhes.   

4º Passo – Inspeção do local

Assim que todos os documentos forem aprovados, sua farmácia pode passar por uma vistoria do fiscal do Ministério da Agricultura. Ele irá verificar todas as instalações e cumprimento de normas sanitárias conforme estabelecido no Anexo III da Instrução Normativa 11/2005. Após a vistoria, o registro pode ser aprovado ou negado pelo fiscal.

Porém o Decreto 8840/2016 alerta que a vistoria não é necessária para todos os estabelecimentos que manipulam produtos de uso veterinário desde que tenham a situação regular na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Então se sua farmácia manipula medicamentos e está regular na Anvisa, muito provavelmente não irá passar pela vistoria do Ministério da Agricultura.

Outro detalhe muito importante é o fato da farmácia veterinária precisar renovar anualmente sua licença junto ao Ministério da a Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), conforme o Decreto 5.053/2004

§ 1º A licença para funcionamento dos estabelecimentos de que trata este artigo será renovada anualmente, devendo a firma proprietária requerer a renovação até sessenta dias antes do seu vencimento.

Conclusão

A farmácia veterinária ainda é muito recente no país. Somente no ano de 2005 o Ministério da a Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) estabeleceu as primeiras legislações que regulamentam a venda de produtos veterinários em farmácias e drogarias. Em seguida, no ano de 2009, o Conselho Federal de Farmácia (CFF) regulamentou através da Resolução 504 as atividades do profissional farmacêutico à respeito dos produtos veterinários. 

Porém a população de animais de estimação continua crescendo no país, junto com os cuidados que seus donos estão dispostos a gastarem. Sob essa ótica a farmácia veterinária tem um grande potencial de consumo e pode ser o diferencial competitivo do seu negócio em relação aos concorrentes que ainda não enxergaram esse nicho de mercado.

Contudo, antes de começar a manipular e vender medicamentos veterinários é importante consultar toda a legislação e regulamentar a farmácia junto ao Ministério da Agricultura.

Conheça também nossas soluções para farmácias e drogarias! Peça agora sua demonstração gratuita! Ou então chame no WhatsApp!

Gostou do assunto desse artigo? Se inscreva no nosso Canal do YouTube e nossas páginas do Facebook e Instagram para ter mais conteúdos como esse!

fale agora com o consultor inovafarma
Compartilhar
Compartilhar
Twittar
Pin