Como definir o mix de produtos ideal de uma drogaria?

Uma farmácia com uma boa lucratividade é aquela que oferece um mix de produtos diferenciados a seus clientes. Aumentar o leque de mercadorias contribuirá com o aumento do faturamento da loja, bem como ampliará as possibilidades de relacionamento com o cliente.

No entanto, não basta colocar qualquer produto à venda — é preciso saber escolher itens que atendam às necessidades dos clientes da farmácia. Além disso, uma série de medidas devem ser tomadas a fim de garantir o sucesso nas vendas, como estudar o público da região e fazer um controle eficiente de estoque.

A seguir, mostraremos tudo o que você precisa saber para oferecer uma grande variedade de produtos e potencializar as vendas na sua farmácia. Acompanhe a leitura!

Saiba como definir o mix de produtos ideal

Quando se fala em diversificar as mercadorias, não podemos nos ater apenas a uma categoria alternativa, como há tempos atrás em que as farmácias só vendiam remédios e perfumaria. Hoje em dia, existem diversas alternativas que serão responsáveis por aumentar o faturamento mensal da empresa. Entre elas estão:

  • medicamentos genéricos;
  • suplementos alimentares;
  • vitaminas;
  • perfumaria;
  • dermocosméticos.

Para garantir uma boa lucratividade é importante investir em produtos com diferentes faixas de preços. Uma maneira de garantir isso é fazer a seguinte divisão na composição das mercadorias:

  • 25% dos itens devem ser aqueles com o valor de venda mais alto;
  • 35% de mercadorias que tenham uma boa aceitação pelo público;
  • 20% destinados a artigos mais populares;
  • 20% aos que tenham o preço baixo.

Veja a melhor maneira de escolher a variedade de produtos

A escolha do que será colocado nas prateleiras requer um estudo preliminar a fim de garantir o sucesso de vendas.

Conheça o público alvo

A primeira avaliação que deve ser feita é em relação ao perfil do cliente. Para isso, é preciso fazer a segmentação do público, ou seja, realizar a sua divisão em pequenos nichos. Dessa maneira, será possível traçar estratégias de vendas a cada um desses grupos.

Outra forma de se aproximar do consumidor é por meio do cadastros de clientes. Essa é mais uma maneira de obter o perfil do consumidor para futuras ações promocionais e obter características que podem ajudar a definir os itens da prateleira.

Estude o mercado da região

O estudo da população do bairro em que a farmácia está localizada é muito importante para ajudar na escolha dos itens que serão oferecidos na loja. Além disso, é preciso analisar se ela tem o perfil popular ou o modelo convencional.

Faça a escolha dos produtos

Com base no estudo do público e perfil da região, escolha um leque de produtos mais adequado aos clientes da farmácia. Procure definir o tamanho ideal de cada categoria que será vendida.

O melhor é oferecer uma grande variedade de mercadorias. Entretanto, é preciso que esses itens sejam conhecidos pelo consumidor. De nada adianta colocar nas prateleiras artigos que não terão saída.

Disponha os produtos estrategicamente

A disposição das mercadorias é um fator determinante para que o consumidor encontre o que procura. Por isso, siga algumas recomendações importantes na organização dos itens:

  • armazene os itens mais importantes em locais estratégicos, com maior visibilidade;
  • tenha artigos dispostos próximo ao caixa, pois facilitam as compras por impulso;
  • disponha as prateleiras de modo que as pessoas possam circular com facilidade pela loja;
  • aproveite todo o espaço possível, de modo que a loja fique prática e funcional;
  • organize os itens de maneira lógica, pois isso contribui para que os clientes os encontrem com mais facilidade.

Ofereça treinamento aos funcionários

Os funcionários também contribuem para o aumento das vendas. Um bom atendimento, com simpatia e cordialidade, com certeza trará bons resultados à farmácia. Além disso, os clientes podem ter dúvidas em relação aos produtos oferecidos. O ideal é que os funcionários saibam dar informações relevantes sobre as mercadorias.

Para isso, a farmácia deve investir no treinamento do pessoal. Outro cuidado que se deve ter é quanto ao visual dos funcionários: ele deve permitir uma fácil identificação por parte dos clientes. Assim, em caso de dúvidas, as pessoas poderão encontrar os profissionais com mais facilidade.

Entenda a importância da gestão do estoque para manter a variedade de produtos

Assim como acontece com os medicamentos, os demais artigos da farmácia precisam ser controlados de maneira eficiente. Mantê-los organizados e sob rigorosa conferência é uma ação necessária para evitar que seu cliente entre na loja em busca de um produto que está sem estoque por falta de monitoramento.

Ebook 10 dicas para atualizar os precos - Como definir o mix de produtos ideal de uma drogaria?

Controle a entrada e saída de mercadorias

A boa administração dos produtos começa no momento da entrada das mercadorias. A fim de que não falte nenhum item ao seu mix, registre todos os dados da movimentação. Essas informações são úteis para que se possa avaliar o prazo de entrega do fornecedor e o tempo que levam até serem vendidas, entre outras.

Faça o controle de estoque periodicamente

Outra maneira de manter a contagem dos itens em ordem é por meio do inventário periódico. Dessa forma, deve-se fazer a conferência física das mercadorias. A finalidade dessa tarefa é assegurar que os valores atribuídos a elas são os corretos. O ideal é que essa atividade seja feita regularmente na farmácia, em intervalos de no máximo 15 dias.

Controle a validade dos produtos

A maior parte dos itens que compõem o mix também tem data de validade. Por isso, assim como nos medicamentos, esse controle deve ser rigoroso e precisa ser feito com frequência. Dessa maneira, ao identificar artigos que estão próximos do prazo de validade, a farmácia pode fazer promoções e oferecer descontos aos clientes.

Utilize ferramentas e sistemas de gestão

A administração do estoque se torna mais eficiente se contar como o apoio de um software de gestão. Por meio dele, todas as informações referentes aos produtos são armazenadas e controladas efetivamente, o que é essencial para que não faltem artigos importantes nas prateleiras, bem como para analisar aqueles itens que não têm a saída desejada.

Além disso, o sistema conta com relatórios gerenciais, que servem de apoio para que o setor de compras avalie qual é o melhor momento de fazer a reposição de mercadorias. Por meio do software podemos facilmente fazer o monitoramento do estoque mínimo, o que também é essencial para evitar a falta de itens.

Enfim, investir em um mix de produtos é uma excelente opção para aumentar as vendas. Para isso, identifique o nicho de produto ideal para a sua loja, de acordo com o perfil dos seus clientes e da sua localização geográfica. Além disso, a fim de obter o sucesso do negócio, deve-se, ainda, dispor os itens de maneira estratégica, contar com funcionários bem treinados e manter uma rigorosa gestão de estoque.

Gostou do nosso artigo? Então não vá embora ainda: aproveite e saiba um pouco mais sobre como fazer a gestão do estoque em farmácias e drogarias!

Para mais conteúdos que vão fazer sentido para você, se inscreva no nosso Canal do YouTube e siga nossa página do Facebook!

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: