fbpx
Lista completa dos medicamentos psicotrópicos duvidas respondidas

Respondido: o que são medicamentos psicotrópicos + lista completa

Para quem trabalha em farmácia e drogaria certamente já ouviu falar sobre os medicamentos psicotrópicos. Esse tipo de medicamento tem um alto risco à saúde, podendo causar muitas reações adversas, além de atuarem diretamente no sistema nervoso do paciente.

Por isso mesmo, os medicamentos psicotrópicos possuem um rigor para serem armazenados e dispensados nos estabelecimentos farmacêuticos. E para que você fique sabendo mais sobre esse assunto, preparamos um tira dúvidas com as principais perguntas sobre o que são medicamentos psicotrópicos.

Continue com a leitura para sanar suas dúvidas e conferir ao final a lista completa dos medicamentos psicotrópicos que podem ser vendidos na farmácia!

Envie mensagens no WhatsApp para os clientes da farmácia

Também recomendamos a leitura de:

>> Medicamentos antimicrobianos: 9 dúvidas respondidas para você ficar sabendo!

>> Como organizar medicamentos na farmácia e drogaria de forma prática e simples

>> Lista dos Medicamentos da Farmácia Popular Atualizada

O que são medicamentos psicotrópicos?

Os medicamentos psicotrópicos são na verdade substâncias químicas que atuam no funcionamento do sistema nervoso central do paciente, amplamente utilizados em tratamento de condições psiquiátricas, como por exemplo:

  • bipolaridade;
  • esquizofrenia;
  • quadros de depressão;
  • transtornos de ansiedade;
  • além de outros transtornos mentais.

Os psicotrópicos são agrupados em diversas categorias, tais quais:

  • antidepressivos;
  • ansiolíticos;
  • estabilizadores de humor;
  • antipsicóticos;
  • estimulantes.

A seguir vamos explicar brevemente qual a finalidade de cada grupo de psicotrópicos.

Medicamentos psicotrópicos: antidepressivos

Os antidepressivos são uma classe de medicamentos psicotrópicos normalmente usados no tratamento de doenças ligadas à depressão. Em alguns casos, eles também são usados no tratamento de transtorno obsessivo-compulsivo, transtorno de ansiedade e transtorno de estresse pós-traumático.

Seu funcionamento é por meio do aumento da quantidade de neurotransmissores no cérebro do paciente, como por exemplo a serotonina, a noradrenalina e a dopamina. Tais neurotransmissores é que são responsáveis pela regulação do humor, emoção e motivação do indivíduo.

No mercado de varejo farmacêutico, podem ser encontrados vários tipos de antidepressivos:

  • antidepressivos tricíclicos (ATC);
  • inibidores da monoamina oxidase (IMAO);
  • inibidores da recaptação de serotonina e noradrenalina (IRSN); e
  • inibidores seletivos da recaptação de serotonina (ISRS);

Vale mencionar que cada tipo de antidepressivo possui mecanismos de ação e efeitos colaterais diferentes no paciente, logo, devem ser administrados sob supervisão médica.

Exemplos de medicamentos antidepressivos

  • Amitriptilina (Elavil);
  • Bupropiona (Wellbutrin);
  • Citalopram (Celexa);
  • Duloxetina (Cymbalta);
  • Escitalopram (Lexapro);
  • Fluoxetina (Prozac);
  • Mirtazapina (Remeron);
  • Paroxetina (Paxil);
  • Sertralina (Zoloft);
  • Venlafaxina (Effexor).

Medicamentos psicotrópicos: ansiolíticos

O tratamento de transtornos de ansiedade (pânico, ansiedade generalizada e transtorno obsessivo-compulsivo) é feito por meio dos medicamentos ansiolíticos. Sua ação é na diminuição da atividade do sistema nervoso central, resultando na redução da tensão e ansiedade. No mercado, podem ser encontrados vários tipos de ansiolíticos, como Benzodiazepínicos e Buspirona.

Podemos citar como exemplo dos Benzodiazepínicos mais comuns: Diazepam (Valium), Lorazepam (Ativan) e Alprazolam (Xanax). Eles aumentam a atividade do neurotransmissor GABA (ácido gama-aminobutírico) no cérebro, causando um efeito sedativo.

Já a Buspirona é uma classe de medicamento ansiolítico com atuação parcial do receptor de serotonina, sendo mais adequado para o tratamento de transtornos de ansiedade de longo prazo, pois não causa dependência no paciente.

Exemplos de medicamentos ansiolíticos

  • Alprazolam (Xanax);
  • Buspirona (Buspar);
  • Clonazepam (Klonopin);
  • Diazepam (Valium);
  • Hydroxyzina (Vistaril);
  • Lorazepam (Ativan);
  • Oxazepam (Serax);
  • Pregabalina (Lyrica);
  • Propranolol (Inderal);
  • Temazepam (Restoril).

Medicamentos psicotrópicos: estabilizadores de humor

Os estabilizadores de humor são uma classe de medicamentos psicotrópicos, normalmente usados no tratamento de transtornos de humor, como por exemplo: transtorno bipolar e transtornos relacionados. Esses medicamentos ajudam a equilibrar o humor do paciente, prevenindo o aparecimento de quadros maníacos e/ou depressivos.

Lista de Medicamentos do Farmácia Popular Atualizada

O Lítio é o principal tipo de estabilizador de humor, sendo um elemento químico natural (não sintético). Os estabilizadores de humor, assim como todos os psicotrópicos, podem ocasionar efeitos colaterais ao paciente, portanto, devem ser administrados somente sob prescrição médica.

Exemplos de medicamentos estabilizadores de humor

  • Ácido valproico (Depakote);
  • Aripiprazol (Abilify);
  • Carbamazepina (Tegretol);
  • Gabapentina (Neurontin);
  • Lamotrigina (Lamictal);
  • Lítio (Carbolitium, Litarex);
  • Olanzapina (Zyprexa);
  • Quetiapina (Seroquel);
  • Risperidona (Risperdal);
  • Topiramato (Topamax).

Medicamentos psicotrópicos: antipsicóticos

Os antipsicóticos são uma classe de medicamentos psicotrópicos usados principalmente para tratar transtornos psiquiátricos graves, como por exemplo esquizofrenia e transtorno bipolar.

Eles atuam nos neurotransmissores cerebrais, especialmente na dopamina, que é um neurotransmissor responsável pela regulação do humor, comportamento e cognição do indivíduo. Os antipsicóticos ainda são divididos em duas categorias principais: típicos e atípicos.

Os antipsicóticos típicos são os primeiros antipsicóticos desenvolvidos pela indústria farmacêutica. Eles ainda são subdivido em dois grupos: em alta potência e baixa potência. Podemos citar como exemplo de antipsicóticos típicos: Clorpromazina (Thorazine) e Haloperidol (Haldol).

Já os antipsicóticos atípicos são uma classe bem mais recente de antipsicóticos, chamados também de antipsicóticos de segunda geração. O uso deles é indicado para casos especiais, em que o paciente apresenta intolerância ao tratamento convencional. Como exemplo de antipsicóticos atípicos, temos: Risperidona (Risperdal), Olanzapina (Zyprexa) e Quetiapina (Seroquel).

Exemplos de medicamentos antipsicóticos

  • Aripiprazol (Abilify);
  • Clorpromazina (Thorazine);
  • Flufenazina (Prolixin);
  • Haloperidol (Haldol);
  • Olanzapina (Zyprexa);
  • Perfenazina (Trilafon);
  • Quetiapina (Seroquel);
  • Risperidona (Risperdal);
  • Trifluoperazina (Stelazine);
  • Ziprasidona (Geodon).

Medicamentos psicotrópicos: estimulantes

Os medicamentos psicotrópicos estimulantes são usados principalmente no tratamento de transtornos ligados ao déficit de atenção com hiperatividade (TDAH), narcolepsia e obesidade.

Eles atuam no cérebro, fazendo o aumento da atividade de neurotransmissores (como a dopamina e a norepinefrina), o que acaba contribuindo para melhorar o foco, concentração e energia do paciente. Os psicotrópicos estimulantes são ainda divididos em duas categorias principais: anfetaminas e metilfenidato.

As anfetaminas são responsáveis por fazer com que o organismo acabe “funcionando” acima de sua capacidade. Elas produzem no corpo uma sensação de alerta, ajuda a melhorar o humor e sensação de cansaço. Exemplos de anfetaminas: Dextroanfetamina (Dexedrine) e Metanfetamina (Desoxyn).

Já no caso dos antipsicóticos metilfenidatos, são comumente usados no tratamento de transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), pois possui ação estimulante do sistema nervoso central do paciente. Como exemplo, podemos citar a Ritalina.

Exemplos de Medicamentos psicotrópicos estimulantes

  • Anfetamina-dextroanfetamina (Adderall);
  • Atomoxetina (Strattera);
  • Benzilpiperazina (BZP);
  • Dextroanfetamina (Dexedrine);
  • Fenciclidina (PCP);
  • Lisdexanfetamina (Vyvanse);
  • Metanfetamina (Desoxyn);
  • Metilfenidato (Ritalina);
  • Metilfenidato de liberação prolongada (Concerta);
  • Modafinila (Provigil).

Como identificar medicamentos psicotrópicos na farmácia

Todo medicamento psicotrópico é identificado por uma tarja preta em sua embalagem secundária (caixa do medicamento), que contém a inscrição “Venda sob prescrição médica”. A venda é restrita a pacientes com receita médica válida, que deve ser retida, e alguns casos, acompanhada por notificação de receita.

Por apresentarem elevado risco à saúde, não ficam ao alcance dos consumidores, são armazenados em armário com tranca, e somente o responsável técnico pode ter acesso.

Quem pode prescrever receita para medicamentos psicotrópicos?

Somente os profissionais de saúde devidamente habilitados e registrados em seus respectivos conselhos de classe podem prescrever receitas para medicamentos psicotrópicos. Exemplo:

  • Médicos;
  • Dentistas;
  • Psicólogos; e
  • Demais profissionais autorizados por lei.

Para prescrever medicamentos psicotrópicos, os profissionais de saúde devem realizar uma avaliação cuidadosa do paciente para determinar se o uso desses medicamentos é apropriado e seguro para o paciente, levando em consideração fatores como idade, histórico médico e uso de outros medicamentos.

Sempre lembrando a importância da prescrição de medicamentos psicotrópicos apenas quando necessário e em doses apropriadas, para minimizar os riscos de dependência, abuso e efeitos colaterais indesejados que esses medicamentos podem causar ao paciente.

Quem pode vender os medicamentos psicotrópicos?

A comercialização dos medicamentos psicotrópicos só pode ser realizada em farmácias e drogarias com autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e sob a supervisão de um farmacêutico habilitado.

Somente o farmacêutico é o profissional na farmácia ou drogaria responsável pela dispensação dos medicamentos psicotrópicos. Ele deve verificar se a receita está preenchida corretamente, verificar a notificação de receita (quando necessário) e se o paciente possui o documento de identidade para comprovar sua identidade.

Além disso, o estabelecimento precisa ter um software homologado junto ao SNGPCSistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados, para fazer a venda e dispensação desses medicamentos.

Caso sua loja ainda não venda produtos controlados, recomendamos a leitura do artigo: Passo a Passo para Começar a Vender Medicamentos Controlados.

Lista dos medicamentos psicotrópicos

A Portaria SVS/MS nº 344/1998 é a regulamentação do Ministério da Saúde do Brasil que define a lista de medicamentos psicotrópicos sujeitos a controle especial no país. Essa listagem é periodicamente atualizada pela ANVISA, incluindo ou excluindo itens da lista.

Controle Financeiro

Conforme a Portaria 344/98, alguns exemplos de medicamentos psicotrópicos sujeitos a controle especial no Brasil são:

  • Anfetaminas;
  • Barbitúricos;
  • Benzodiazepínicos;
  • Clorpromazina;
  • Clozapina;
  • Codeína e seus derivados;
  • Fenciclidina;
  • Fenobarbital;
  • Fenotiazinas;
  • Haloperidol;
  • Imipramina;
  • Metadona;
  • Midazolam;
  • Morfina e seus derivados;
  • Ritalina;
  • Sibutramina;
  • Trazodona; e
  • Zolpidem.

É importante ressaltar que a lista completa de medicamentos psicotrópicos sujeitos a controle especial no Brasil pode ser encontrada na Portaria SVS/MS nº 344/1998. Logo abaixo disponibilizamos na íntegra a lista completa dos produtos controlados:  

Conclusão

Os medicamentos psicotrópicos são essenciais no tratamento de inúmeras doenças, entretanto, esse tipo de medicamento apresenta um grau elevado de risco ao paciente, justamente por isso possui controle especial do órgão sanitário por meio do SNGPC.

Se sua farmácia já vende ou quer vender produtos de controle especial e precisa agilizar o processo de vendas, inclusão de receita, compras e envio do arquivo para o SNGPC, nós do sistema InovaFarma podemos te ajudar! 

Fale agora mesmo com nosso consultor e peça sua demonstração gratuita para ver na prática como funciona o módulo SNGPC para facilitar o seu dia a dia. Se você preferir, chame pelo WhatsApp!

Quer ter acesso a vários conteúdos que vão te ajudar no seu negócio? Então se inscreva no nosso Canal do YouTube e siga nossas páginas do Facebook e Instagram!

Rolar para cima