fbpx

Explicado: como o Rádio Indoor para farmácia pode estimular as compras dos consumidores

Sem tempo para ler o artigo Explicado: como o Rádio Indoor para farmácia pode estimular as compras dos consumidores?

Então clique no player para escutar!

Normalmente as farmácias e drogarias exploram apenas as ferramentas tradicionais do varejo, como mix de produtos, layout e vitrine de loja, para chamar atenção das pessoas e conseguir alguns bons números de vendas. Mas o verdadeiro “pulo do gato” está na experiência sensorial que é entregue para os clientes, como por exemplo a rádio indoor para farmácia.

Para quem ainda “dá o braço a torcer” para esse tipo de estratégia, saiba que melhorar a experiência de compra dos consumidores está ligada diretamente no aumento do faturamento. Pessoas felizes, que se sentem bem no local, tendem a ficar mais confortáveis e com isso gastam mais.

Esse é só um dos motivos para a farmácia começar a pensar mais nos seus consumidores, buscando se atualizar com as novas estratégias de vendas. Contudo para te ajudar nessa pesquisa, trouxemos nesse artigo o que você precisa saber sobre o rádio indoor, e como isso vai ajudar estimular seus clientes a comprarem. Continue a leitura para saber mais!

Achamos que você também vai gostar de:

>> Entenda por que o cheiro da sua farmácia pode influenciar a decisão de compra dos clientes

>> Veja como você pode usar ações de Marketing Auditivo na sua farmácia

>> Como fazer o Planejamento de Marketing Sensorial para farmácia vender mais  

O que é Rádio Indoor?

Em tradução livre Rádio Indoor é uma rádio interna que somente executa músicas pré-selecionadas pelo próprio estabelecimento, ou seja, você mesmo que decide qual vai ser a programação.  

Por que devo ter uma rádio indoor na minha farmácia?

Existem vários bons motivos, mas os principais deles são:

  • tem um baixo custo para ser implantado;
  • traz um relaxamento e bem estar para os clientes;
  • estimula os clientes a ficarem mais tempo na farmácia;
  • clientes que se sentem bem tendem a gastar mais;
  • melhora o ambiente de trabalho para os colaboradores;
  • é um ótimo canal de marketing (propagandas internas, anúncios).

O efeito das músicas nos clientes

A música tem um efeito muito poderoso nas pessoas, ela consegue evocar emoções, trazer lembranças de algum momento, promover o relaxamento ou excitando os ouvintes.

A farmácia pode utilizar desses benefícios em seus próprios clientes deixando-os com uma boa sensação sempre que estiverem fazendo compras na loja.  

Qual a música adequada para a minha rádio indoor?

Não cometa o erro de sair colocando qualquer música ou sintonizando uma rádio qualquer para que seja executada na sua rádio indoor. Isso terá o efeito contrário do que realmente estamos buscando oferecer aos clientes da farmácia.

Você deve se atendar em 4 pontos para escolher a música ideal: batida, tom, volume e gênero.

Batida (tempo entre notas)

Segundo Constant Berkhout (autoridade em marketing de varejo e psicologia do consumidor), estudos dizem que o tempo da música vai determinar o estado físico ou emocional de quem está ouvindo.

Ebook Checklist organizar farmacia - Explicado: como o Rádio Indoor para farmácia pode estimular as compras dos consumidores

Na prática isso implica que os clientes quando ouvem músicas, tendem a sincronizar sua passada em consonância com a música. Isto é, quando mais rápidas forem as batidas, mais rápido o cliente vai se movimentar dentro da farmácia. E isso pode se tornar um problema, dependendo da jornada de compras que foi planejada.  

É justamente isso que afirma o pesquisador Milliman, ao fazer um teste num supermercado. Quando foi escolhida músicas com batidas mais lentas, o faturamento aumentou 38% em relação ao outro supermercado, onde a música tocada era com batidas mais rápidas.

A explicação está no fato que as batidas mais lentas aumentam cerca de 17% do tempo da jornada de compra dos clientes. Ou seja, eles passam mais tempo na loja e aumenta a probabilidade de comprar mais. Em outro estudo, agora num restaurante, quando os clientes ouviram músicas mais lentas, passaram cerca de 40% mais tempo na mesa.

O recomendado é sempre preferir músicas entre 60 a 80 batidas por minuto (BPM). Esse intervalo costuma ser parecido com as batidas do coração, o que traz a sensação de tranquilidade para os clientes, fazendo-os terem mais calma para tomarem a decisão de compra dentro da farmácia. 

Tom (sensação causada pela música)

Esse estudo é curioso, mas preste atenção que você vai entender o fundamento: o cérebro humano não teve tempo de acompanhar a evolução tecnológica, então alguns conceitos básicos de sobrevivência ainda estão presentes em nós, mesmo que hoje já são dispensáveis, mas ainda continuam na nossa mente.

É como se tivéssemos uma programação interna que é acionada quando estamos em perigo. Nesse contexto, pesquisadores descobriram que sons em tom baixo ou pouco mais graves são associados pelo nosso cérebro com perigo e tristeza. Já os sons com tom mais alto ou com maior leveza, são interprestados pela mente como atitudes espontâneas e de alegria.

Claro que existem exceções, mas em comumente é assim que acontece. Nesse caso é preferível buscar por músicas que tenham tom mais alto e leves.

Volume (intensidade da música)

Constant Berkhout cita no seu livro “A Bíblia do Varejo” sobre o primeiro estudo feito pelos pesquisadores Smith e Curnow em 1966. Eles chegaram à conclusão que música alta encurta o tempo de permanência dos clientes dentro do estabelecimento.

Isso acontece porque quando o volume está muito alto, as pessoas ficam em estado de excitação, atraindo toda atenção dos clientes para a música que está tocando. E não queremos isso! A atenção dos clientes deve ficar nos produtos e ofertas que estão sendo oferecidos pela farmácia.

Webinario Como descobriro o lucro da farmacia - Explicado: como o Rádio Indoor para farmácia pode estimular as compras dos consumidores

A música deve ser apenas um estímulo para as pessoas e não a protagonista. Nunca permita que a música fica em primeiro plano na farmácia, isso tira a concentração dos clientes no que realmente vieram comprar na farmácia.

Entretanto existe um porém: se o perfil do público da farmácia forem pessoas mais idosas, acima dos 50 anos de idades, essas pessoas geralmente preferem a música ambiente, bem calma e agradável. Ao contrário das pessoas mais jovem, que têm preferência para músicas em primeiro plano, um pouco mais altas. O estudo indica ainda que o gênero (masculino e feminino) não tem relação com o volume, mas sim a idade das pessoas.  

Gênero (categorias musicais)

Não tem um gênero musical perfeito para se tocar na rádio indoor para farmácia. A preferência da categoria da música tem vínculo com a cultura local. Conforme as regionalidades podem existir diferentes gêneros, cada um com seus subgêneros, estilos e instrumentos. 

Além de que podem mudar a qualquer instante, surgir novos estilos e outros desaparecerem. A regra aqui é encontrar no gênero mais aceito da sua região que tenham as características de Batida, Tom e Volume descritos anteriormente.

Para você ter uma ideia, um dado estudo num restaurante britânico, foi tocado o gênero de música clássica durante um período. Depois a música foi trocada para o gênero popular. E por fim o restaurante não tocou nenhuma música. Ao comparar os resultados, a música clássica se saiu melhor. Ela aumentou 10% o faturamento em relação à música popular, e 11% em relação a não tocar nenhuma música.

Mas isso não quer dizer que vai acontecer o mesmo resultado com sua farmácia ao escolher música clássica. Esse gênero funcionou para esse restaurante pois o tipo de música foi de encontro com seu perfil de consumidor, sendo mais elitizados, já que o restaurante oferecia pratos com preços acima da média.

Lembrando que a farmácia é um local de saúde, então muito apreço ao escolher o gênero musical, use sempre o bom senso. E mais uma dica, jamais escolha gêneros que tenham músicas com palavras ofensivas, xingamentos ou façam apologia a drogas, sexualidade, religião ou política. Seja o mais neutro possível na sua escolha.

Qual a programação ideal para minha rádio indoor para farmácia?

Não existe uma programação pronta, perfeita para sair tocando na sua farmácia. O que existem são testes que podem ser feitos para medir os resultados. Mas mesmo assim temos alguns pontos de partida para você começar.

Por exemplo:

A programação pode variar conforme a estimativa do público que costuma passar na frente da farmácia. Logo nas primeiras horas da manhã de sol, uma música mais cativante, que convide as pessoas a entrarem na loja.

Se o dia estiver chuvoso, o “estado de espírito” das pessoas vai mudar, então a programação pode seguir um gênero mais animado para tentar estimular as pessoas melhorarem o estado de humor.

Quando a farmácia estiver mais cheia, e o tempo de esperada das filas do caixa foram maiores do que o habitual, é plausível colocar uma programação na rádio indoor com músicas mais relaxantes para acalmar os clientes

Ao fazer um evento na farmácia, busque gêneros com batidas rápidas para chamar atenção e convidar as pessoas para participarem.

Há farmácias que preferem desenvolver suas próprias músicas para uma programação exclusiva. Nesse caso é necessário a contratação de profissionais ou empresas especializadas, como estúdios de gravação. A vantagem desse tipo de estratégia é criar uma associação única entre a música tocada na farmácia com os consumidores, ou seja, as pessoas vão sempre lembrar da sua farmácia sempre que ouvirem a música tocar.

O efeito da música sobre os funcionários da loja

Diversos estudos vêm comprovando a relação entre produtividade com a música. Os resultados são que músicas mais rápidas estimulam maiores níveis de produtividade do que as músicas mais paradas. Quando medida a produtividade em ambientes sem música, ouve uma pequena queda. Mas isso vai depender de cada ambiente e modelo de gestão.

Além disso é necessário consultar todos os colaboradores antes de definir as músicas da sua rádio indoor para farmácia. Muitos deles não vão concordar com o estilo e assim podem passar a jornada de trabalho inteira incomodados com o som ambiente, causando irritação e portando diminuindo sua produtividade.

O ideal é sempre buscar o meio termo entre agradar os clientes e também os colaboradores. Mas normalmente todos preferem um ambiente com uma boa música ao invés do silêncio.

Conclusão

Já percebeu como a rádio indoor para farmácia pode te trazer bons resultados, não é mesmo?

As pessoas ficam mais tempo nos estabelecimentos que tocam música do que em lojas sem música. A permanência dos clientes é mais longa quando elas gostam da música, e para isso o volume deve ser baixo, as batidas lentas conforme as batidas do coração e com o gênero adequado para o ambiente.

Entretanto é importante ressaltar que a música não pode irritar os clientes e nem os colaboradores, por isso é tão importante conhecer as preferências do consumidor que frequenta a farmácia. Você precisa contar um bom sistema para farmácia, que tenha recursos de análise de perfil, cadastro de clientes e histórico de compras.

E nisso podemos te ajudar! Peça agora sua demonstração gratuita! Ou então preencha o formulário nessa página e fale agora mesmo com o especialista para conhecer nossas soluções para sua farmácia. Se preferir, chame no whatsapp!

Quer mais conteúdo que vai te ajudar a melhorar o desempenho da sua farmácia? Se inscreva no nosso Canal do YouTube e siga nossas páginas do Facebook e Instagram!

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: