fbpx
Lista completa dos Medicamentos fitoterápicos mais vendidos na farmácia

Lista completa: +100 medicamentos fitoterápicos liberados pela ANVISA

Hoje conhecemos como medicamentos fitoterápicos, porém o uso de plantas medicinais no tratamento de doenças já acontece a bastante tempo, sendo uma prática milenar dos povos da antiguidade, seja através de chás, preparações caseiras ou droga vegetal.

Está acontecendo uma crescente demanda na procura de medicamento fitoterápico, já que esses produtos são muito menos agressivos ao organismo, justamente por isso despertam o interesse de consumidores que buscam uma melhor qualidade de vida, que querem ter uma vida mais saudável.

Conforme dados da SCMED (Secretaria da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos), no ano de 2019 o segmento dos medicamentos fitoterápicos faturou na casa de R$ 333.092 milhões.

Envie mensagens no WhatsApp para os clientes da farmácia

Ainda segundo o balanço da SCMED, o preço médio praticado pelas farmácias e drogarias ficou na média de R$ 35,10 na venda de medicamentos fitoterápicos.

Essa “onda” de consumidores voltada aos produtos mais naturais é um nicho que as farmácias e drogarias podem atender por meio do sortimento de medicamentos fitoterápicos e plantas medicinais.

Nesse artigo vamos trazer a lista de medicamentos fitoterápicos mais vendidos e plantas medicinais que podem fazer parte do seu mix de produtos, além de dicas de exposição e conceitos sobre esses produtos. Continue a leitura para saber a lista de medicamentos fitoterápicos!

Achamos que você também vai gostar de:

>> Guia Completo: como fazer a exposição de produtos na farmácia

>> Farmácia estética: entenda a importância dos itens de beleza no mix de produtos

>> Entenda o processo de compra e confira a lista completa de distribuidor de remédio para farmácia

O que é planta medicinal?

As chamadas plantas medicinais in natura (da natureza, sem ser processado) são todas aquelas espécies vegetais, que podem ser cultivadas ou não, que são usadas com o objetivo de aliviar os sintomas apresentados pelo corpo, ou mesmo usadas na cura de infecções.

As plantas medicinais podem ser classificadas como Fresca e Seca.

  • Fresca: é a planta medicinal colhida no momento que será usada na preparação ou tratamento;
  • Seca: se trata da planta medicinal que já foi colhida e passou pelo processo de secagem e estabilização, sendo armazenada (equivalente à droga vegetal).

Comumente as plantas medicinais são usadas pela população das seguintes formas:

  • infusões (imersão da planta aromática em água fria ou quente);
  • decocção (extração do princípio ativo da planta por meio de solvente em ebulição por tempo determinado);
  • maceração (processo de contato da droga vegetal com líquido – água ou óleo, em temperatura ambiente por tempo determinado);
  • tinturas (método de colocar álcool como solvente para a planta – alcoolaturas);

Em resumo, a planta medicinal é aquela espécie vegetal (podendo ser cultivada ou encontrada na natureza), que é usada para fins terapêuticos.

O que é droga vegetal?

A droga vegetal é uma outra denominação dada à planta medicinal. A definição oficial de droga vegetal é estabelecida pela RDC 26/14 como:

O que é droga vegetal

“Planta medicinal, ou suas partes, que contenham as substâncias responsáveis pela ação terapêutica, após processos de coleta/colheita, estabilização, quando aplicável, e secagem, podendo estar na forma íntegra, rasurada, triturada ou pulverizada”.

Em resumo, a droga vegetal é a planta ou partes da planta medicinal após passar por processamento ou secagem, que é matéria-prima para a fabricação dos medicamentos fitoterápicos.

Existe regulamentação para plantas medicinais?

Sim. A Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos (PNPMF) é estabelecida a partir do Decreto nº 5.813/06, com o objetivo de assegurar para à população acesso seguro e garantir o uso racional de plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos, por meio do uso sustentável da biodiversidade e desenvolvimento da cadeia produtiva.

A PNPMF traz inúmeras diretrizes, dentre as principais destacamos:

Caixa de ferramentas úteis para farmácias e drogarias
  • regulamentar o cultivo, manejo, produção e distribuição de plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos;
  • fomentar pesquisa e desenvolvimento tecnológico na biodiversidade da flora brasileira;
  • garantir a segurança, eficácia e qualidade no acesso a plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos.

O que significa medicamentos fitoterápicos?

Você sabe o que é medicamento fitoterápico? Os medicamentos fitoterápicos são obtidos por meio das plantas medicinais ou drogas vegetais por processos farmacotécnicos, isto é, manipulação de princípios ativos para obtenção de medicamento. A Resolução nº 26/14, no capítulo I, seção II, define medicamento fitoterápico da seguinte forma:

“São considerados medicamentos fitoterápicos os obtidos com emprego exclusivo de matérias-primas ativas vegetais cuja segurança e eficácia sejam baseadas em evidências clínicas e que sejam caracterizados pela constância de sua qualidade”.

“Produto obtido de matéria-prima ativa vegetal, exceto substâncias isoladas, com finalidade profilática, curativa ou paliativa, incluindo medicamentos fitoterápicos e produto tradicional fitoterápico, podendo ser simples, quando o ativo é proveniente de uma única espécie vegetal medicinal, ou composto, quando o ativo é proveniente de mais de uma espécie vegetal”.

Portanto quando se é utilizado a planta medicinal ou droga vegetal como matérias-primas para a fabricação de determinados medicamentos fitoterápicos, elas são denominadas de matéria-prima vegetal. Nesse caso a matéria-prima vegetal é o principal insumo dos medicamentos fitoterápicos.

Qual a diferença entre planta medicinal e medicamentos fitoterápicos?

Basicamente a planta medicinal é a matéria-prima para a fabricação dos medicamentos fitoterápicos. A planta medicinal é normalmente usada, preparada ou mesmo ingerida in natura, ou seja, sem passar por qualquer tipo de processo de industrialização.

Agora quando a planta medicinal é submetida ao processo industrial farmacológico e toxicológico, assegurando segurança, qualidade e eficácia, sendo ingerido em formas farmacêuticas (comprimidos, drágeas, cápsulas, cremes, géis, etc), então ela passar a ser medicamentos fitoterápicos.

Além disso os medicamentos fitoterápicos devem ser registrados junto à Vigilância Sanitária e devem ser usados para fins profiláticos (evitar doenças), curativos (curar doenças) ou paliativo (atenuar sintomas).

Ao contrário da planta medicinal, que pode ter diversas finalidades e muitas delas não possuem exigência de registros em órgão sanitário.

A farmácia pode vender planta medicinal?

Sim. Conforme estabelecido na Instrução Normativa n° 9 de 17 de Agosto de 2009, é permitido a dispensação e a venda em farmácias e drogarias dos seguintes produtos:

A farmácia pode vender planta medicinal
  • medicamentos;
  • plantas medicinais;
  • drogas vegetais;
  • cosméticos;
  • perfumes;
  • produtos de higiene pessoal,
  • produtos médicos e para diagnóstico in vitro;
  • essências florais;
  • alimentos para fins especiais.

É preciso prescrição para dispensar medicamento fitoterápico?

Depende. Em sua maioria dos medicamentos fitoterápicos não possuem tarja, isto é, são isentos de prescrição, porém ainda sim existem alguns deles da lista de medicamentos fitoterápicos que necessitam de prescrição do profissional de saúde habilitado.

O grande equívoco é pensar que o medicamento fitoterápico não apresenta riscos à saúde, devido ser de origem natural. Entretanto, mesmo os insumos de origem vegetal podem apresentar interações medicamentosas, contraindicações e efeitos adversos quando usados em quantidades inapropriadas.

Portanto é necessário que o farmacêutico oriente o paciente sempre ao dispensar medicamento fitoterápico, evitando a automedicação.

Lista de medicamentos fitoterápicos liberados pela ANVISA

Abaixo você confere a lista de medicamentos fitoterápicos (em ordem alfabética) com o nome comercial do medicamento fitoterápico seguido da planta medicinal utilizada como insumo para a fabricação do produto.

Medicamentos fitoterápicos lista

  1. Abrifit (Hedera Helix L.)
  2. Abrilar (Hedera Helix (hera))
  3. Acheflan (Cordia Verbenacea Dc.)
  4. Agiolax (Plantago Ovata Forssk.;senna Alexandrina Mill.)
  5. Agritoss (Extrato Fluido de Agrião (nasturtium Officinale))
  6. Alcachofra herbarium (Cynara Scolymus L.)
  7. Alcachofra aspen pharma (Cynara Scolymus L.)
  8. Alcachofra multilab (Cynara Scolymus L.)
  9. Alcachofra natulab (Cynara Scolymus L.)
  10. Alcachofra vidora (Cynara Scolymus L.)
  11. Alcachofrax (Cynara Scolymus L.)
  12. Alcagest (Cynara Scolymus L.)
  13. Androsten (Tribulus Terrestris L.)
  14. Ansival (Valeriana Officinalis L.)
  15. Antistax (Vitis Vinifera L.)
  16. Apiguaco (Mikania Glomerata Spreng.)
  17. Aplause (Actaea Racemosa L.)
  18. Aremaz (Hedera Helix (hera))
  19. Arlivry (Hedera Helix L.)
  20. Arnica do mato ec (Solidago Microglossa Dc.)
  21. Arpadol (Harpagophytum Procumbens Dc. Ex Meissn.)
  22. Arpynflan (Harpagophytum Procumbens Dc. Ex Meissn.)
  23. Artrinon (Uncaria Tomentosa Dc.)
  24. Belly (Garcinia Cambogia Roxb.)
  25. Bioginkgo bionatus (Ginkgo Biloba L.)
  26. Biotoss edulito (Mikania Glomerata Spreng.)
  27. Biotoss xarope (Extrato Fluido de Guaco (mikania Glomerata))
  28. Blumel hedera (Hedera Helix (hera))
  29. Boldo klein (Peumus Boldus)
  30. Boldovita (Peumus Boldus)
  31. Briliv (Hedera Helix L.)
  32. Brondelix (Hedera Helix (hera))
  33. Bronquivita (Eucaliptus Globulus Labill)
  34. Buona (Glycine Max (l.) Merr.)
  35. Calmasyn (Passiflora Incarnata L.)
  36. Calmintheo (Passiflora Incarnata)
  37. Calmitane (Valeriana Officinalis L.)
  38. Calmoplantas (Passiflora Incarnata)
  39. Cáscara sagrada bionatus (Rhamnus Purshiana Dc.)
  40. Cáscara sagrada herbarium (Rhamnus Purshiana Dc.)
  41. Castanha da índia (Aesculus Hippocastanum L.)
  42. Castanha da índia atalaia (Aesculus Hippocastanum L.)
  43. Castanha da índia ec (Aesculus Hippocastanum L.)
  44. Castanha da india globo (Aesculus Hippocastanum L.)
  45. Castanha da índia herbarium (Aesculus Hippocastanum L.)
  46. Cellufan vita (Centella Asiatica Urb.)
  47. Centella herbarium (Centella Asiatica (l.) Urb.)
  48. Clifemin (Actaea Racemosa L.)
  49. Climatrix (Trifolium Pratense L.)
  50. Cognitus (Bacopa Monnieri (l.) Wettst.)
  51. Colegórico (Atropa Belladonna)
  52. Deprenon vita (Hypericum Perforatum L.)
  53. Elixir cólico (Atropa Belladonna)
  54. Elixir paregórico catarinense (Papaver Somniferum L.)
  55. Enax (Echinacea Purpurea (l.) Moench)
  56. Epaphyto (Peumus Boldus)
  57. Equitam (Ginkgo Biloba L.)
  58. Espinheira santa (Maytenus Ilicifolia Mart.ex.reiss)
  59. Espinheira santa natulab (Maytenus Ilicifolia Mart.ex.reiss)
  60. Eucaprol (Eucaliptus Globulus Labill)
  61. Fibirax plant (Plantago Ovata Phil.)
  62. Fibrems (Plantago Ovata Phil.)
  63. Fiquezen (Extrato Seco de Passiflora)
  64. Fitobiloba (Extrato de Ginkgo Biloba)
  65. Fitobronc (Polygala Senega L.)
  66. Fitoscar (Stryphnodendron Barbatiman Mart.)
  67. Flebon (Pinus Pinaster Aiton)
  68. Flexive cdm (Extrato de Symphytum Officinale)
  69. Flor da noite composta (Himatanthus Lancifolius;cereus Jamacaru;dorstenia Multiformis)
  70. Fluxoliv (Aesculus Hippocastanum L.)
  71. Flyare (Hedera Helix (hera))
  72. Forfig (Silybum Marianum (l.) Gaertn)
  73. Galenogal elixir (Salix Alba L.)
  74. Gamaline v (Borago Officinalis L.)
  75. Garra ec (Harpagophytum Procumbens Dc. Ex Meissn.)
  76. Gastriless bionatus (Maytenus Ilicifolia Mart.ex.reiss)
  77. Gastrinon (Maytenus Ilicifolia Mart.ex.reiss)
  78. Gastroplantas (Maytenus Ilicifolia Mart. Ex Reissek)
  79. Gastrosil (Maytenus Ilicifolia Mart.ex.reiss)
  80. Gengimin (Zingiber Officinale Roscoe)
  81. Giamebil (Mentha Crispa L.)
  82. Ginkgo biloba brasterapica (Ginkgo Biloba L.)
  83. Ginkgo catarinense (Ginkgo Biloba L.)
  84. Ginkgo es (Ginkgo Biloba L.)
  85. Ginkgo herbarium (Ginkgo Biloba L.)
  86. Ginkgo vital (Ginkgo Biloba L.)
  87. Ginkoba (Ginkgo Biloba L.)
  88. Ginkocaps (Ginkgo Biloba L.)
  89. Ginkomed (Ginkgo Biloba L.)
  90. Ginkotab (Ginkgo Biloba L.)
  91. Ginseng bionatus (Panax Ginseng C. A. Mey.)
  92. Guaco edulito herbarium (Mikania Glomerata Spreng.)
  93. Guacovita (Nasturtium Officinale R.br.;polygala Senega L.;myroxylon Balsamum Harms)
  94. Hamamelis ec (Hamamelis Virginiana L.)
  95. Hedera 1farma (Hedera Helix L.)
  96. Hedera catarinense (Hedera Helix L.)
  97. Hedera cimed (Extrato de Hedera Helix (hera))
  98. Hedera cimed (Hedera Helix L.)
  99. Hedera helix vitamedic (Hedera Helix L.)
  100. Hederaflux (Hedera Helix L.)
  101. Hederax (Hedera Helix L.)
  102. Hedra expec (Hedera Helix (hera))
  103. Hepatilon (Peumus Boldus)
  104. Hepatoplantas (Peumus Boldus)
  105. Hevelair (Hedera Helix hera)
  106. Hipericin (Extrato Seco de Hypericum Perforatum l)
  107. Hipérico herbarium (Extrato Seco de Hypericum Perforatum l)
  108. Hyperativ (Hypericum Perforatum)
  109. Imunoflan (Pelargonium Sidoides Dc.)
  110. Imunomax gel (Uncaria Tomentosa Dc.)
  111. Inglesa sobral (Cinchona Calisaya Wedd.)
  112. Inthos (Polypodium Leucotomos)
  113. Isoclim (Glycine Max (l.) Merr.)
  114. Isoflavine (Glycine Max (l.) Merr.)
  115. Isovit (Glycine Max (l.) Merr.)
  116. Isovit (Glycine Max)
  117. Kaloba (Pelargonium Sidoides Dc.)
  118. Kava kava herbarium (Piper Methysticum)
  119. Lacass (Senna Alexandrina Mill.)
  120. Laxasene bionatus (Senna Alexandrina Mill.)
  121. Laxette (Cassia Senna L.)
  122. Legalon (Silybum Marianum (l.) Gaertn)
  123. Lenitive (Valeriana Officinalis L.)
  124. Liberaflux (Hedera Helix (hera))
  125. Linevit (Cynara Scolymus L.)
  126. Lison (Silybum Marianum (l.) Gaertn)
  127. Livtós (Mikania Glomerata Spreng.)
  128. Maracuja concentrix (Crataegus Rhipidophylla Gand.;passiflora Incarnata L.;salix Alba L.)
  129. Maracujá herbarium (Passiflora Incarnata)
  130. Maravilha curativa do dr. Humpherys (Hamamelis Virginiana L.)
  131. Melxi (Ananas Comosus (l.) Merril.)
  132. Menovita (Actaea Racemosa L.)
  133. Metamucil (Plantago Ovata Forssk.)
  134. Minel (Trifolium Pratense L.)
  135. Monaless (Oryza Sativa L.)
  136. Motore (Curcuma Longa L.)
  137. Natulaxe (Cassia Angustifolia, Vahl)
  138. Naturetti (Senna Alexandrina Mill.;cassia Fistula)
  139. Normaten fiber (Plantago Ovata Forssk.)
  140. Nufig (Silybum Marianum (l.) Gaertn)
  141. Olina essência de vida (Extrato de Gentiana Lutea;extrato da Folha de Aloe Ferox)
  142. Pasalix (Crataegus Rhipidophylla Gand.;passiflora Incarnata;salix Alba L.)
  143. Pasalix pi (Passiflora Incarnata)
  144. Passiflora klein (Passiflora Incarnata)
  145. Pausefemme (Extrato da Semente de Glycine Soja (soja))
  146. Pazine (Passiflora Incarnata)
  147. Permear (Harpagophytum Procumbens Dc. Ex Meissn.)
  148. Phitoss (Hedera Helix L.)
  149. Phytovein (Aesculus Hippocastanum L.)
  150. Piascledine (Persea Americana Mill.;glycine Max (l.) Merr.)
  151. Plantaben (Plantago Ovata Forssk.)
  152. Plantacil (Plantago Ovata Forssk.)
  153. Plantalyve (Plantago Ovata Forssk.)
  154. Plantare (Plantago Ovata Phil.)
  155. Plantolaxy (Plantago Ovata Forssk.)
  156. Proctocaps (Aesculus Hippocastanum L.)
  157. Promensil (Trifolium Pratense L.)
  158. Prostat-hpb (Serenoa Repens (w. Bartram) Small)
  159. Prostatal (Serenoa Repens (w. Bartram) Small)
  160. Prymox (Echinacea Purpurea (l.) Moench)
  161. Recalm (Valeriana Officinalis L.)
  162. Remilev (Valeriana Officinalis L.;humulus Lupulus L.)
  163. Reparosono (Passiflora Incarnata L.)
  164. Respiratus (Hedera Helix L.)
  165. Resplix (Hedera Helix L.)
  166. Reumaliv (Harpagophytum Procumbens (burch.) Dc. Ex Meissn.)
  167. Ritapeels (Ginkgo Biloba L.)
  168. Senan (Senna Alexandrina Mill.)
  169. Senareti (Senna Alexandrina Mill.)
  170. Sene herbarium (Senna Alexandrina Mill.)
  171. Seneben (Senna Alexandrina Mill.)
  172. Seneflora (Senna Alexandrina Mill.)
  173. Sennalax (Senna Alexandrina Mill.)
  174. Serenus (Crataegus Rhipidophylla Gand.;passiflora Incarnata;salix Alba L.)
  175. Sintocalmy (Passiflora Incarnata)
  176. Sonoripan (Valeriana Officinalis L.)
  177. Sonotabs (Extrato Seco de Valeriana Officinalis L.)
  178. Soyfemme (Glycine Max (l.) Merr.)
  179. Soynati (Glycine Max (l.) Merr.)
  180. Specdera (Hedera Helix L.)
  181. Tamarine (Senna Alexandrina Mill.;cassia Fistula)
  182. Tanaceto ec (Tanacetum Parthenium (l.) Sch.bip.)
  183. Tanakan (Ginkgo Biloba L.)
  184. Tebonin (Extrato de Ginkgo Biloba)
  185. Tenag (Vitex Agnus-castus L.)
  186. Tepemen (Actaea Racemosa L.)
  187. Theogórico sobral (Atropa Belladonna)
  188. Tintura de espinheira divina composta (Maytenus Ilicifolia Mart.ex.reiss)
  189. Tintura de jalapa sobral (Operculina Alata (ham.) Urb.)
  190. Torante (Hedera Helix L.)
  191. Toux (Hedera Helix L.)
  192. Ulcerazine (Maytenus Ilicifolia Mart.ex.reiss)
  193. Umckan (Pelargonium Sidoides Dc.)
  194. Valerance (Extrato Seco de Valeriana Officinalis L.)
  195. Valeriane (Valeriana Officinalis L.)
  196. Valerimed (Valeriana Officinalis L.)
  197. Valerinati (Valeriana Officinalis L.)
  198. Valessone (Extrato Seco de Valeriana Officinalis L.)
  199. Valsed (Extrato Seco de Valeriana Officinalis L.)
  200. Valyanne (Valeriana Officinalis L.)
  201. Varicaps ah (Aesculus Hippocastanum L.)
  202. Varicell (Extrato Seco de Aesculus Hippocastanum L.)
  203. Varicell phyto (Aesculus Hippocastanum L.)
  204. Variless bionatus (Aesculus Hippocastanum L.)
  205. Varinati (Aesculus Hippocastanum L.)
  206. Varisbem (Extrato de Aesculus Hippocastanum (castanha-da-índia))
  207. Varivax (Aesculus Hippocastanum L.)
  208. Varizil (Melilotus Officinalis Lam.)
  209. Vecasten (Melilotus Officinalis (l.) Pall.)
  210. Vecasten (Melilotus Officinalis Lam.)
  211. Venocel (Extrato Seco de Aesculus Hippocastanum L.)
  212. Venocur fit (Aesculus Hippocastanum L.)
  213. Vitamagris (Fucus Vesiculosus L.)
  214. Vitatrat (Aesculus Hippocastanum L.)

Fonte: CMED/julho21

Lista de plantas medicinais

Como fazer a cobrança de clientes

Abaixo listamos as principais plantas medicinais mais conhecidas pela população, lembrando que o nome popular pode variar conforme a região do país.

Nome botânicoNome popular
Achillea millefoliumMil-folhas
Achyrocline satureioidesMacela; Marcela; Marcela-docampo
Aesculus hippocastanumCastanha-daíndia
Ageratum conyzoidesMentrasto; Catinga de bode
Allium sativumAlho
Aloe veraBabosa
Alpinia zerumbetColônia
Anacardium occidentaleCajueiro
Arctium lappaBardana
Arnica montanaArnica
Baccharis trimeraCarqueja; Carqueja amarga
Bidens pilosaPicão
Calendula officinalisCalêndula
Caesalpinia ferreaJucá; Pau-ferro
Casearia sylvestrisGuaçatonga; Erva-de-bugre; Erva-de-lagarto
Centella asiaticaCentela, Centela-asiática
Cinnamomum verumCanela; Canela-doCeilão
Citrus aurantiumLaranja amarga
Copaifera langsdorffiiCopaíba
Cordia verbenaceaErva baleeira
Curcuma longaCurcuma; Açafroa; Açafrão- daterra
Cymbopogon citratusCapim-santo, Capim-limão; Capim-cidró; Capim-cidreira; Cidreira
Cynara scolymusAlcachofra
Echinodorus macrophyllusChapéu-decouro
Equisetum arvense e outras espéciesCavalinha
Erythrina verna e outras espéciesMulungu
Eucalyptus globulusEucalipto
Eugenia unifloraPitangueira
Foeniculum vulgareFuncho
Glycyrrhiza glabraAlcaçuz
Hamamelis virginianaHamamélis
Harpagophytum procumbensGarra-do-diabo
Illicium verumAnis-estrelado
Justicia pectoralisChambá; Chachambá; Trevo-cumaru
Lippia albaErva-cidreira, Falsa ervacidreira, Falsa melissa
Lippia sidoidesAlecrimpimenta
Malva sylvestrisMalva
Matricaria recutitaCamomila
Maytenus ilicifoliaEspinheirasanta
Melissa officinalisMelissa; Ervacidreira
Mentha x piperitaHortelãpimenta
Mentha pulegiumPoejo
Mikania glomerata / Mikania laevigataGuaco
Momordica charantiaMelão-de-SãoCaetano
Panax ginsengGinseng
Passiflora alataMaracujá doce
Passiflora edulisMaracujá azedo
Passiflora incarnataMaracujá
Paullinia cupanaGuaraná
Peumus boldusBoldo-do-Chile
Phyllanthus niruriQuebra-pedra
Pimpinela anisumAnis; Erva-doce
Plantago majorTanchagem; Tansagem; Tranchagem
Plantago ovataPlantago
Plectranthus barbatusBoldo nacional; Hortelãhomem; Falso boldo; Boldo africano
Polygala senegaPolígala
Polygonum punctatumErva-de-bicho; Pimenteira d’água
Psidium guajavaGoiabeira
Punica granatumRomã
Rhamnus purshianaCáscarasagrada
Rosmarinus officinalisAlecrim
Salix alba e outras espéciesSalgueiro branco
Salvia officinalisSálvia
Sambucus nigraSabugueiro
Schinus terebinthifoliaAroeira-dapraia
Senna alexandrinaSene
Silybum marianumCardo mariano, silimarina
Solanum paniculatumJurubeba
Stryphnoden drom adstrigensBarbatimão
Symphytum officinaleConfrei
Taraxacum officinaleDente-de-leão
Uncaria tomentosaUnha-de-gato
Vaccinium myrtillusMirtilo
Vernonia condensataBoldo-baiano
Vernonia polyanthesAssa-peixe
Zingiber officinaleGengibre
Fonte: Cartilha CRFSP – Plantas Medicinais e Fitoterápicos 4º edição

Conclusão

Como você notou, o segmento de medicamentos fitoterápicos a base de plantas medicinais vêm ganhando destaque no varejo farmacêutico.

Evidente que a farmácia não precisa inchar os estoques com todos os produtos da lista de medicamentos fitoterápicos, é preciso analisar a demanda local e ir aumentando o volume de compras conforme o público do seu estabelecimento for solicitando por mais produtos naturais.

Para isso uma boa opção é usar a análise de produtos vendidos no sistema da farmácia, buscando entender a curva de demanda por meio da classificação de itens do estoque.

Se você tem interesse em automatizar a gestão de estoque da sua farmácia, fale agora mesmo com o especialista para conhecer nossas soluções, chame no WhatsApp!

Gostou de saber sobre medicamentos fitoterápicos? Então se inscreva no nosso Canal do YouTube e nossas páginas do Facebook e Instagram!

Rolar para cima