Qual o papel do gestor de farmácia no treinamento dos colaboradores?

Acredite, ainda hoje existe aquele gestor de farmácia que não leva a sério o capital humano como um bem da empresa. E o pior: existem aqueles que tratam os colaboradores como se fossem custos! Essa ideia distorcida precisa mudar nas farmácias, os colaboradores precisam ser enxergados como ativos que impulsionam o crescimento do negócio.

Nesse cenário entra o papel do gestor. É ele quem deve fortalecer a relação com as pessoas que lidam diretamente com os clientes, que fazem as vendas acontecerem. Ter em mente que os colaboradores são imprescindíveis para o sucesso da farmácia já é um bom começo.

Mas não basta apenas reconhecer a relevância dos colaboradores, é necessário mais do que isso. Afinal, como fazer uma tarefa bem feita, tratar um cliente da forma correta, usar todas as funções do sistema, se o colaborador não teve o devido treinamento?

Você não pode exigir algo que não foi capaz de orientar. Neste artigo, vamos entender importância do papel do gestor de farmácia no treinamento dos colaboradores.

Leia também:

>> Software para farmácia: saiba como escolher a melhor opção

>> O que fazer para definir o mix de produtos ideal para farmácia e drogaria

>> Gestão de filas: saiba como otimizar esse processo em sua farmácia

O gestor de farmácia deve começar por uma boa cultura de treinamento

Toda empresa possui aspectos internos de organização, valores, crenças e hábitos. Isso tudo é compartilhado por todos, e ao longo do tempo é reforçado para os novos profissionais que forem sendo contratados. Isto é, um novo colaborador da farmácia tende a seguir o comportamento daquele profissional que está atualmente exercendo a mesma função.

Neste caso, se o profissional foi bem treinado pelo gestor de farmácia e executa com perfeição suas tarefas do dia a dia, mantém o comportamento esperado e segue as regras da farmácia, o novo colaborador terá exemplos positivos.

Assim a cultura organizacional se manterá positiva ao longo dos vários profissionais que passarem pela farmácia. Nesse cenário, compete ao gestor de farmácia estimular a capacitação constante da sua equipe, pois isso contribui para o desempenho e produtividade, que estará atrelada a cultura da farmácia.

É dever do gestor de farmácia estar interessado na sua equipe

Como é possível investir em treinamento sem saber a real necessidade individual de cada colaborador? O gestor de farmácia que se esconde numa salinha no fundo do estabelecimento não tem a mínima ideia do que se passa com as pessoas. Quem não se envolve verdadeiramente com o trabalho alheio não estimula o engajamento.

Teste - O atual sistema é vantajoso

Você como gestor de farmácia, sabe os pontos fortes e fracos da sua equipe?

Quando precisa de ajuda, com quem pode contar? Deposita confiança em qual colaborador para uma tarefa importante? Quem pode ter a liberdade de mexer no sistema sem restrição de senha?

Se você não tem a mínima ideia sobre essas perguntas, como pode saber se sua equipe precisa de um treinamento? Como vai melhorar algo que você não sabe que está ruim? Por isso, farmácias que possuem gestores participativos têm melhores chances de:

  • Evitar atritos entre colaboradores,
  • Antecipar eventos ruins e traçar melhores estratégias,
  • Extraem o máximo de cada colaborador naquilo que ele realmente faz bem,
  • Aumentar as vendas apenas com investimentos pontuais em treinamentos,
  • Proporcionar aos colaboradores a valorização pessoal e profissional.

Deixar claro as expectativas é tarefa do gestor de farmácia

Você não quer pegar sua equipe de surpresa com um treinamento relâmpago? Isso é absolutamente desagradável e pode ter um efeito desmotivador em todos.

Imagine comunicar sua equipe minutos antes do final do expediente que acontecerá um treinamento obrigatório. Alguns podem ter compromisso, filhos em casa esperando, prova na faculdade, além de estarem desinteressados.

Percebeu que neste caso o investimento no treinamento é realmente um custo para a farmácia? A taxa de aprendizado da equipe vai ser quase que nula, e ainda vai gerar um desconforto gigante que o gestor terá que contornar posteriormente. O ideal é alinhar as expectativas da farmácia com os colaboradores:

  • Deixe muito claro que a farmácia está investindo do seu cofre no treinamento.
  • Qual o motivo que levou a farmácia a treinar toda a equipe?
  • Depois do treinamento a farmácia espera o quê dos colaboradores?
  • Como será medido os resultados coletivos e individuais?
  • Quais as consequências para os colaboradores que ficarem abaixo do esperado?

Também é importante definir as datas, horários e locais com antecedência. Se você cumprir tudo isso e mesmo assim algum de seus colaboradores apresentar certa objeção, isso pode ser um sinal de que essa pessoa não possui o perfil profissional que sua farmácia espera. Neste caso, vale uma melhor avaliação se é viável o desligamento desse colaborador.

O gestor de farmácia não pode colocar barreiras para quem deseja crescer

Logo após o fim dos treinamentos, pode acontecer dos colaboradores voltarem a trabalhar com muita euforia. Novas ideias para melhorar as vendas, colocar aqueles conceitos na prática, utilizar a técnica aprendida com os clientes, enfim, deu para entender.

E qual o problema disso tudo? Na verdade, nenhum. A única ressalta aqui é que podem existir gestor de farmácia que acabam ceifando essa carga motivacional causada pelo treinamento. E o que isso quer dizer?

É necessário que o gestor de farmácia possibilite as condições para que os colaboradores coloquem em prática o que aprenderam. Imagine o quanto pode ser frustrante para a equipe não ter as ferramentas necessárias para executarem no dia a dia a teoria aprendida.

Por exemplo:

Num treinamento foi aprendido sobre a importância de fazer a conferência dos produtos antes de efetivar a venda para manter o estoque sem rupturas. Como você espera que os colaboradores façam isso se a farmácia não tem um sistema que possibilite conferir de forma automática os produtos antes de vender?

Claro que nem tudo será resolvido da noite para o dia. Mas procure não jogar fora a oportunidade de proporcionar o crescimento profissional e elevar o padrão da sua farmácia. Até por que isso é um dos principais retornos que o treinamento pode causar nos colaboradores.

“Capacite bem os seus colaboradores para que eles possam partir. Trate-os bem para que prefiram ficar”.

Richard Brason

Por que é importante o gestor de farmácia reconhecer o trabalho do colaborador?

Uma empresa é feita por pessoas, e pessoas têm a necessidade de serem reconhecidas. O trabalho na farmácia é de longe uma das atividades que mais exigem dos colaboradores. Lidar com pressões diárias em busca de metas de vendas, orientar de forma correta a dispensação de medicamentos, afetar a saúde da população, são responsabilidades importantes.

O gestor de farmácia que reconhece os colaboradores está promovendo a valorização dessas pessoas, e isso retém muitos talentos na farmácia. Ter um programa de treinamento e reconhecer aqueles colaboradores que colocam em prática as teorias aprendidas, é algo que contribui para maior lucratividade.

Indo mais além, o reconhecimento profissional é tão poderoso que melhora o clima organizacional, faz com que o desempenho nas atividades do dia a dia aumente, eleva a qualidade do atendimento ao cliente, enfim… Isso são apenas algumas das consequências positivas para a farmácia.

Nem sempre aumento de salário resolve problemas…

Você pensa que engordando um pouco a conta bancária dos seus colaboradores já é suficiente para eles desempenharem um bom trabalho?

Em raras situações isso até pode ter um efeito positivo a curto prazo. Porém você vai estar trilhando um perigoso caminho sem volta: seus colaboradores vão associar que o trabalho bem feito só é necessário quando houver recompensa financeira.

Já entendeu onde quero chegar? Essa “bola de neve” não vai ter fim. O cenário será esse: de tempos em tempos os colaboradores vão te pedir aumento, alegando que estão fazendo um bom trabalho.

Ou pior: o que a farmácia paga não é suficiente para eles fazerem um bom trabalho. Chega um momento que fica inviável para a farmácia aumentar mais o salário proporcionalmente com as receitas.

Não estou dizendo que você não deve pagar bem seus colaboradores, longe disso. Mas existem muitas outras formas de valorizar um bom trabalho, além do dinheiro. Se você é gestor de farmácia ou dono, então coloque na sua mente:

Expressar seu contentamento com o trabalho dos colaboradores é tão valioso quanto o pagamento de uma comissão financeira.

Por que o gestor de farmácia deve sempre reconhecer um bom trabalho?

Já tentou fazer algo frustrado? Pois é, então não permita que seu colaborador se sinta dessa maneira. Só porque você é o dono gestor de farmácia não quer dizer que possa usar sua autoridade para “forçar” a realização de uma tarefa.

Tampouco tenha que ser deselegante para ordenar uma atividade. Isso ocorre frequentemente na sua farmácia? Então o problema pode estar na sua forma de gerir a equipe, ou o colaborador não tem o perfil adequado para desempenhar a função.

É sempre bom alertar: críticas sempre no particular, nunca na frente dos demais colaboradores. E tome muita cautela na forma de se expressar com a pessoa, pois a partir dessa conversa o colaborador poderá melhorar ou declinar de vez. E ainda pior, em casos extremos, partir para processos trabalhistas, alegando falta de decoro e conduta ilegal do empregador.

Quero que você entenda: quando acontece um erro operacional, é comum o gestor analisar a situação junto com o responsável pela falha e apontar as melhorias que devem ocorrer.

Porém, ao mesmo tempo que isso faz parte das críticas construtivas, quando alguém do seu time faz algo muito bem feito, é nessa hora que deve existir o elogio.

Não desperdice a oportunidade de exaltar (sem exageros) uma tarefa bem feita! De forma pontual liste as ações que o colaborador executou que foram muito importantes para a farmácia.

É importante fazer isso com direcionamento. Como assim? Não vai adiantar você dar um elogio “genérico” do tipo: “Bom trabalho, é assim que se faz”!

Ao invés disso, diga algo mais específico:

“O estoque ficou muito bem organizado com sua forma de categorizar os produtos! Todos vão ganhar mais tempo na hora de localizar um produto para venda! Parabéns, pelo ótimo trabalho!”

Viu a diferença? Imagine o orgulho desse colaborador com os colegas de trabalho? E como isso vai influenciar os demais a também seguirem esse exemplo que o gestor de farmácia pode seguir.

Não confundir reconhecimento com “puxa saco” do gestor de farmácia

Agora, quando fizer um sonoro elogio em público, não seja espalhafatoso. Isso pode ter consequências ruins para sua figura de gestor de farmácia: todos podem ficar com a impressão de que você está encenando.

Na prática, quando o elogio não é sincero, tem um efeito muito ruim em todas as pessoas da equipe, despertando o sentimento de desconfiança. E claro, você não quer isso no ambiente da farmácia, não é mesmo?

Os colaboradores da sua farmácia fizeram um bom trabalho? Então dê o devido reconhecimento! assim os próximos trabalhos podem ser ainda melhores!

O indicado é que sua farmácia implemente, desde cedo, a valorização das pessoas na cultura organizacional. Um simples elogio tem um efeito enorme na forma como o profissional enxerga o seu gestor. Se esse hábito for praticado por todos dentro da farmácia, o ambiente se torna leve e as pessoas têm mais prazer em estarem ali.

Valorizar as funções desempenhas pelo colaborador durante o expediente da farmácia é parte fundamental do processo de gestão organizacional. Todos da equipe são parte de uma engrenagem, e quando estão em perfeita sincronia, desde o entregador até o gerente, o dia a dia de cada um se tornar melhor.

E o que acontece com isso? Melhora tudo e todos ao redor, que será percebido pelos clientes aumentando as chances de fidelização e consequentemente o faturamento da farmácia.

Conclusão

De fato, todas essas ações fazem parte do papel do gestor de farmácia e garantem resultados efetivos para a farmácia após os treinamentos da equipe. Se você ainda não investe na capacitação dos seus colaboradores, não perca mais tempo e comece agora mesmo a plantar os frutos do amanhã do seu negócio.

Para acessar mais conteúdos que vão melhorar os resultados do seu negócio, se inscreva no nosso Canal do YouTube e siga nossa página do Facebook!

Conheça nossas soluções para farmácias e drogarias! Peça agora sua demonstração gratuita, chama no WhatsApp!

fale agora com o consultor inovafarma
Compartilhar
Compartilhar
Twittar
Pin