Aprenda como montar uma vitrine de farmácia que atrai os clientes

É possível afirmar que a visão é de longe o sentido mais importante dos seres humanos. É através dela que notamos a maioria das coisas do dia a dia. E como sua farmácia pode ser notada pelos consumidores? Através da boa vitrine de farmácia que visualmente “encham os olhos”, é garantido que mais pessoas vão entrar na sua farmácia.

Dos mais variados estudos frequentemente aplicados, existem aqueles que apontam que 50% das vendas efetivadas são de produtos expostos na vitrine de farmácia. Outros levantamentos do varejo apontam que 83% da atenção do cliente são exclusivas da visão, ou seja, o impacto visual dos produtos é o primeiro aspecto que o cliente presta atenção.

Sendo mais específico ainda, outras pesquisas indicam que 80% das decisões de compra são tomadas no momento em que o consumidor está no ponto de venda (PDV).

Trazendo esses números para a realidade da farmácia, fica explícito afirmar que uma vitrine de farmácia moderna é o ponto focal dos consumidores em potencial.

Em média a vitrine de farmácia possui 30 segundos para prender a atenção da pessoa que está passando na calçada. Os produtos expostos tem que ter o “poder” de despertar o interesse e o desejo pela ação de compra.  

Observe no seu dia como somos bombardeados por imagens a todo instante. As empresas já entenderam que a informação visual é o alicerce que estrutura a construção de uma venda. Buscar investimentos em aspectos visuais é fundamental para que sua farmácia seja reconhecida no meio de tantas outras. É necessário se fazer perceber diante a crescente concorrência.

Então para te ajudar a montar uma vitrine de farmácia moderna e criativa, preparamos um artigo completo com dicas e técnicas para você chamar a atenção das pessoas que passam na frente da sua farmácia. Continue a leitura para saber como atrair os consumidores para dentro da sua farmácia!

Também recomendamos para você:

>> Guia Completo para acertar no layout de farmácia e fazer a correta exposição de produtos

>> Logo de Farmácia: 20 melhores ideias para se destacar da concorrência

>> Como fazer a exposição na farmácia dos não-medicamentos

Uma vitrine de farmácia moderna é capaz de atrair clientes independente do preço dos produtos!

O varejo farmacêutico é um mercado muito movimentado e os consumidores participam de todo esse dinamismo. No caso das farmácias e drogarias, para elas ganharem novos clientes, se faz necessário ir além da oferta do melhor preço, é preciso investir também na vitrine de farmácia.

Webinário - O impacto das operações de caixa

Imaginar que só o preço dos produtos já faz com que sejam vendidos de forma automática, é um enorme erro. Guardada suas devidas proporções, se fosse dessa forma, a Apple não bateria recorde vendas dos seus Smartphone, comercializados praticamente pelo dobro do preço de um outro Smartphone com configuração superior.

Trazendo esse paralelo para sua farmácia, é necessário que você crie uma “atmosfera de compras” que seja propícia para o seu tipo de público. Para isso, existem ferramentas de comunicação visual poderosas, que quando utilizadas da forma correta despertam a percepção de compra das pessoas.

É difícil para muitos donos e gestores de farmácias acreditarem que uma vitrine de farmácia com aparência inadequada tem um impacto negativo nos resultados de vendas. De fato, a maioria “não liga” para o planejamento de:

E por aí vai…. Pensar em todos esses detalhes que melhoram a experiência de compra, vão atrair a atenção dos consumidores. Por mais implícitos que possam parecer, são os estimulantes necessários que fazem uma venda por impulso acontecer.

Então por onde começar? Por onde todos olham primeiro! A fachada, porta de entrada e a vitrine de farmácia! É preciso fazer uma vitrine de farmácia criativa para se destacar dos demais concorrentes. Para isso é indispensável acompanhar as exigências de compra dos consumidores.

A vitrine de farmácia é o convite que faz as pessoas quererem entrar!

Você não costuma investir muito em mídias publicitárias? Pois então saiba que a vitrine de farmácia deve ser tratada com muita importância. Afinal, ela é o cartão de visitas do seu estabelecimento. É ela quem vai atrair o olhar dos passantes pela calçada e despertar o interesse (ou não) em conhecer o interior da loja.

Trate a vitrine de farmácia como uma espécie de canal publicitário que está se comunicando diretamente com as pessoas do lado de fora da farmácia. Por isso é importante valorizar esse espaço. Recomenda-se utilizar materiais diferenciados de alto padrão e poupar dinheiro aqui pode passar uma imagem desleixada. Também não precisa exagerar, o bom senso sempre deve prevalecer.

A vitrine de farmácia tem obrigatoriamente que chamar a atenção das pessoas!

De acordo com pesquisas do instituto Veronis, Shler & Associados, 83% da atenção humana são capturadas pela visão; 11% pela audição; 3,5% pelo olfato; 1,5% pelo tato e 1% pelo paladar.

Sempre que uma pessoa passa e olha para vitrine de farmácia e permanece andando, é uma oportunidade de venda perdida!

Então não “faça de qualquer jeito” a vitrine de farmácia, isso só contribui negativamente na mensagem que é passada para as pessoas que estão olhando. Você não quer que sua farmácia seja percebida como algo pequeno e abarrotado!

Lembre-se de que uma vitrine é o cartão de visitas da sua farmácia. Ninguém vai ser atraído por uma aparência amadora e desleixada, com pouca ou nenhuma informação sobre o que está sendo vendido. Portanto:

  • Deixe o local muito bem iluminado;
  • Prefira usar um espaço que tenha boa largura e profundidade;
  • Nada de “espremer” os produtos para caber mais!

Em relação aos produtos na vitrine de farmácia:

  • Dê preferência em expor aqueles que estão presente nas grandes mídias. Isto é, que possuem massiva divulgação midiática;
  • Cuidado para não ferir a legislação! Existem medicamentos que não podem ser expostos, então consulte as RDCs publicadas pela ANVISA;
  • Coloque também produtos iscas, que você está “queimando” do estoque;
  • Fique atento no ângulo das caixas dos produtos para favorecer e chamar mais atenção de quem estiver passando;
  • Se preocupe em mesclar produtos de tamanhos e cores diferentes, embalagens modernas e chamativas;
  • Crie formas geométricas e desenhos na diagonal, horizontal ou vertical com os próprios produtos.
  • Não abuse muito, a intenção é proporcionar uma atração visual, para que a visão do cliente não fique “entediada”, e com isso evitar que saia da farmácia sem comprar nada.

Também é interessante renovar esse ambiente de tempos em tempos:

  • Comece fazendo testes de 15 em 15 dias;
  • Mude a organização após esse período;
  • Exponha novos produtos, altere as cores e veja se houve maior entrada de pessoas na farmácia;
  • O objetivo principal é que a vitrine de farmácia seduza e estimule as pessoas entrarem na loja.

Torne a vitrine de farmácia memorável como uma cena de filme!

Pense na vitrine de farmácia como uma cena de filme: quantos recursos são necessários para transformar a atriz numa protagonista de grande bilheteria?

  • Pesquisa do público-alvo (quem são as pessoas interessadas em comprar?);
  • Dimensões adequadas do espaço (preocupação com a altura dos produtos, vão caber, vão ficar amontoados?);
  • Fotografia e iluminação adequada (as pessoas de fora conseguem enxergar com facilidade os produtos?);
  • Qualidade técnica de gravação (o local precisa de um visual limpo, aparentar sofisticação, não deve parecer “pobre”);
  • Enredo empolgante / divulgação (os produtos expostos são chamativos, possuem comerciais da tv?).

Deu para entender? O espaço de uma vitrine de farmácia deve ser muito bem planejado conforme os produtos que serão expostos. Todos os recursos utilizados (cores, sons, iluminação, temática) devem fazer sentido para os produtos, dando o destaque necessário para quem olha.

A vitrine de farmácia é a porta de entrada do estabelecimento. Então dê preferência para os produtos de alto valor agregado (sem PMC, por exemplo), promovendo-os de forma atraente e estimulante para o consumidor.    

Mantenha a vitrine de farmácia sempre pulsante!

Uma vitrina para se manter “viva” precisa pulsar. Tornando essa abstração compreensível, a vitrine de farmácia precisa ser atualizada constantemente. O ideal é ter um planejamento do tempo em que cada arrumação e produtos expostos vão permanecer.

Dependendo da estratégia de vendas, uma vitrine pode ficar 45, 30 ou 15 dias com a mesma temática. A regra que nunca pode ser descuidada é sempre trocar a vitrine logo após o término de uma data comemorativa passar.

Evidente que as ideias vão se esgotando e a farmácia acaba repetindo a mesma vitrina todo o ano para as mesmas datas. Para evitar que isso aconteça é interessante fazer parceria com os grandes distribuidores da indústria farmacêutica, pois frequentemente eles possuem campanhas publicitárias em vigor, então você pode solicitar gratuitamente:

  • materiais promocionais;
  • totens de celebridades usando o produto vendido;
  • banner, folhetos, encartes;
  • patrocínio no tabloide de ofertas;
  • material digital para publicar nas redes sociais da farmácia.

Dessa forma você terá um material sempre atualizado para deixar a vitrine criativa sempre nova na farmácia. Além de economizar algum dinheiro na montagem.  

Tenha um calendário de marketing para sua vitrine

Sendo bem franco, a maior lucratividade das farmácias e drogarias estão nos produtos correlatos, perfumaria e especialmente os cosméticos, além dos demais. Sem novidade, correto? O que faz a diferença nas vendas dessas categorias é a divulgação no momento certo. Pensar que os concorrentes da sua farmácia são apenas outras farmácias, é muito simplório.

Se o mix contempla produtos que fogem dos tradicionais medicamentos, a farmácia passa a competir com a loja da esquina que assim como seu estabelecimento também oferece um perfume, por exemplo.

O ponto, que gostaria de chegar, é que enquanto você não se preocupar na atração desse consumidor para esses tipos de produtos, a outra loja que você não enxergou como concorrente (talvez por não se enquadrar no mesmo segmento que o seu) está “pegando” seus potenciais clientes através de uma vitrine de farmácia criativa. 

Diante do exposto fica evidente que a vitrine de farmácia deve ser explorada conforme as datas comemorativas e sazonalidades do ano. Na prática isso quer dizer que os produtos expostos numa vitrine moderna devem acompanhar o interesse momentâneo dos consumidores.

É fundamental que haja um planejamento para isso. Listar todos os produtos e vinculá-los com as datas mais importantes para o varejo, é o começo!

  • Dia das Mães (exaltar os produtos femininos que possam ser presenteados);
  • Dia dos Pais (focar nos produtos masculinos, no homem moderno que também se cuida, com produtos para tratamento facial, cabelos, barba, pele, etc);
  • Dia das Crianças (focar nos produtos infantis e para bebês, produtos para as mamães de primeira viagem);
  • Black Friday (usar os gatilhos mentais potencializando as compras por impulso com bons descontos exclusivos);
  • Natal (criar alternativas como cestas e kits presenteáveis, com embalagens que remetem a data familiar);

Para cada momento do ano a vitrine de farmácia precisa passar ao consumidor o “espírito da coisa”. Isso é feito através das cores e símbolos que são associadas às datas.

Por exemplo: a cor vermelha e corações para o Dia dos Namorados, são um ótimo chamariz que serve de pano de fundo para um perfume ou talvez outro produto “mais picante” vendido pela farmácia (e que possa ser exposto, é claro!).  

Esses são apenas alguns exemplos que atraem a atenção dos consumidores que podem ser usados numa vitrine de farmácia moderna.

Existem outros períodos sazonais que podem ser explorados, como mudanças de temperatura (estações do ano), datas regionais (festa juninas, comemorações do município, festividades), enfim, a vitrine deve acompanhar o interesse do seu público-alvo. 

E depois que o cliente passou pela vitrine e entrou na farmácia?

Bem, você tornou sua vitrine de farmácia sedutora e atraente para as pessoas. E agora? O trabalho não para por aqui. É necessário também planejar como vai ser a experiência das pessoas dentro da farmácia.

Tomando como partida que a maioria das pessoas são destras (escrevem com a mão direita), a tendência é que elas se dirijam para o lado direito da farmácia, logo após passarem pela porta. Então, neste caso, o lado direito é o local mais quente da farmácia.

É importante você ter esse conhecimento, pois se naturalmente os clientes buscam pelo lado direito da farmácia, é nessa posição que devem estar expostos os produtos. Toda o lado direito da farmácia deve ser mais valorizado. Já o lado esquerdo, você pode destinar para os caixas, salas de aplicação, refeitório, armários dos colaboradores e banheiros.

Como identificar os Pontos Quentes e Pontos Frios da farmácia

Nada vai adiantar a vitrine de farmácia atrair o consumidor para dentro da loja, se no interior os produtos também não estiveram corretamente expostos. Se isso acontecer, o cliente perde rapidamente o interesse e acaba saindo sem comprar nada.

Fique atendo nos Pontos Quentes dos estabelecimentos, que são aquelas áreas que proporcionam grande visibilidade para a exposição dos produtos, que possuem mais interação dos clientes. Já os locais que menos percebidos pelos clientes são classificados como Pontos Frios.

Geralmente os primeiros 3 metros não é um espaço que tenha muita atenção das pessoas. Isso é explicado pois quando entramos em algum lugar, primeiro damos alguns passos, só depois vamos prestar atenção em algum produto. Após alguns passos iniciais, o ritmo das passadas diminui e começamos a observar mais atentamente.

  • produtos expostos muito perto da porta de entrada não são notados com tanta facilidade;
  • em um raio de 3 metros da porta, é considerado um ponto frio, mas isso pode mudar, dependendo do formato da loja e do tamanho;
  • evite expor os produtos muito perto da porta, eles vão passar quase sempre desapercebidos.

Fique atento também nos pontos frios das prateleiras e gôndolas:

  • Os primeiros 50 centímetros (os cantinhos) do começo e do final não são observados com tanta facilidade pelos consumidores;
  • A altura influencia também: produtos expostos muito altos ou muito baixos, fora do alcance da visão de uma pessoa de estatura média, são difíceis de terem boa saída.
  • Já se perguntou porque os supermercados colocam doces e brinquedos bem abaixo da visão dos adultos? Isso mesmo, são mais fáceis de serem vistos pelas crianças. A lógica funciona da mesma forma para os adultos.

Já os pontos quentes de maior visibilidade ficam nas pontas de gôndola, justamente no final da passagem de cada corredor. Naturalmente a pessoa vai prestar atenção nesse local, pois precisa “fazer a curva” para continuar andando. Corredores de “passagem obrigatória”, como por exemplo o “zigue-zague” proposital na fila do caixa são ótimos lugares de exposição.

Como expor os produtos de forma correta

Agora que você já sabe quais os pontos quentes e frios da sua farmácia, é hora de prestar atenção na arrumação dos produtos.

  • Os clientes olham para as prateleiras igualmente você está lendo esse artigo neste momento: da esquerda para a direita, de cima para baixo.
  • A disposição dos produtos deve seguir a mesma forma, ou seja, o movimento natural dos olhos das pessoas.
  • Os rótulos das embalagens sempre voltadas para a frente.

Os produtos devem ser expostos de diferentes maneiras:

  • No mercado mobiliário você facilmente encontra opções de cestões, ilhas, gôndolas, displays, prateleiras e outras variantes;
  • Tente aproveitar ao máximo os pontos quentes para expor os produtos de maior valor agregado, isto é, que possuem mais margem de lucro para a farmácia.

Dica valiosa: faça uma mescla de padrões

Quando for fazer pilha simples (um só produto) ou pilha múltipla (dois ou mais produtos); deixe um pouco desarrumado alguns produtos. Isso passa a sensação de que as pessoas estão comprando, e logo o produto vai acabar.

Se tudo permanecer muito arrumadinho, as pessoas acabam tendo medo de desarrumar e acabam não levando o produto. Ou inconscientemente tem a impressão de que o produto não está vendendo, porque não é tão bom assim. Isso já foi testado em diversas redes de supermercado e funciona muito bem.

O ideal é manter uma singularidade. Se você criar um “padrão” único na disposição dos produtos, isso não vai chamar muita atenção dos clientes.

Conclusão

Uma vitrine de farmácia descuidada pode ser o suficiente para fazer uma pessoa não querer entrar na loja e comprar um produto. Logo é importante manter uma organização e planejamento desse espaço vital da farmácia e drogaria.

Quer mais conteúdo que vai te ajudar a melhorar as vendas da sua farmácia? Então se inscreva agora no nosso Canal do YouTube e siga nossa página do Facebook!

Conheça nossas soluções para farmácias e drogarias, Fale agora mesmo com um especialista ou se preferir, chame no WhatsApp!

fale agora com o consultor inovafarma
Compartilhar
Compartilhar
Twittar
Pin